Transporte público atende normalmente a zona rural

 


As comunidades de Carro Quebrado, Candeia Grossa, Alecrim Miúdo e Jacú estão com o atendimento de transporte público normal. As linhas 50 - São José via Carro Quebrado e 52 - Candeia Grossa contemplam a região por meio de micro-ônibus do Serviço de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC).

 

A operação é reforçada com mais um micro-ônibus da concessionária São João. Outras duas linhas, operadas pela mesma empresa, a 123 - Fazenda São José via Fazenda Morro e 124 - Santa Quitéria via Adelba, contemplam estas localidades.

A Prefeitura de Feira de Santana foi surpreendida na manhã hoje, 03, com uma manifestação que impede, até o momento, a circulação de ônibus no interior do Terminal Central. De imediato, a Polícia Militar foi acionada a fim de garantir a segurança no local e a Procuradoria Geral do Município (PGM) está adotando providência judiciais para restabelecer a normalidade do transporte público.

Como forma de minimizar os transtornos causados à população, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) reprogramou, emergencialmente, o embarque e desembarque de passageiros para as imediações do transbordo, na avenida Olímpio Vital. Fiscais de transporte prestam orientações aos usuários.

Segundo o secretário Saulo Figueiredo, "os usuários destas localidades da zona rural também tem a opção de usarem o cartão eletrônico Via Feira nos micro-ônibus e, posteriormente, acessarem o Terminal Central por meio do benefício da integração temporal (de até duas horas) e embarcarem em outro ônibus do SIT ou do BRT com a mesma tarifa paga".

O titular da pasta reitera que a decisão de limitar a integração física ao transbordo se dá por razões técnicas e, desta forma, é possível remunerar esses trabalhadores do sistema alternativo que estão atuando.

"Fizemos todos os ajustes necessários ouvindo os representantes dessas comunidades, inclusive com registro em ata. Portanto, não é razoável cerca de 110 linhas de todo o sistema de transporte sejam afetadas devido ajustes em apenas duas linhas", pontua Saulo.

Dados do sistema de bilhetagem eletrônica já foram aferidos e mais de 95% dos itinerários e horários, determinados pelo poder público, foram cumpridos.

Postar um comentário

0 Comentários