Surto de gripe assusta feirenses e faz aumentar cuidados para evitar contaminação

 


O surto de gripe e a presença do vírus H3N2, assim como o registro de casos de covid-19, que voltam a acender alerta, após as festas de fim de ano, além de lotar muitas unidades de saúde da cidade, está deixando os feirenses preocupados. Muitos deles estão redobrando os cuidados para evitar a contaminação e chamando atenção para a importância de continuar usando máscara e evitar aglomerações.

A reportagem do Acorda Cidade foi às ruas e o consenso geral dos entrevistados é de que é preciso ter prudência e continuar com os protocolos sanitários.

É o caso da vendedora ambulante Ermelinda Santos de Jesus. Ela contou que continua usando máscara e evita aglomerações como forma de se prevenir da gripe e da Covid.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Graças a Deus eu não tive nem gripe e nem Covid. Mas, eu não relaxei e continuo me cuidando. Evito principalmente festas em locais fechados e aglomerar”, salientou.

A feirante Edneide Ribeiro Santos relatou que está cuidando da imunidade. Bebendo muito líquido, se alimentando bem, consumindo frutas e verduras e também descansando para cuidar melhor da saúde e consequentemente ter mais qualidade de vida.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Eu não tive Covid, mas tive gripe. Ainda estou me recuperando dela, peguei perto do Natal e ainda não estou 100%. Tive febre alta, muita dor de cabeça e moleza no corpo”, disse.

Para Edneide, é preciso que as pessoas tomem consciência que os vírus da gripe e Covid-19 estão presentes nos ambientes e têm alto potencial de contaminação. Ela acredita que há quem se precipite em aglomerar e deixar de usar máscara.

O mototaxista Leonardo Lima afirmou que também procura se cuidar, usando a máscara e mantendo a higiene. Segundo ele, esse cenário de surto de vírus gripais lhe assusta um pouco, principalmente porque tem contato com muitas pessoas diferentes todos os dias.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Tem passageiro que chega sem máscara, a gente pede para usar. A gente só não pode recusar diante do mercado que está parado. Mas, a gente tenda conscientizar para que use. Infelizmente muitas pessoas não têm noção dos riscos desses vírus que podem até levar a morte”, lamentou.

João Dias que é representante comercial reforçou a importância da vacinação, bem como de cuidar da saúde e alimentação para conviver com os vírus.

Na opinião dele essas atitudes ajudam a passar pela pandemia, a enfrentar a gripe e cada um precisa fazer a sua parte.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“A gente tem que manter também a higiene, o distanciamento, usar a máscara. Eu não tive gripe e nem covid e com fé em Deus vou passar por elas”, pontuou.

O servidor municipal Antônio Francisco Guimarães relatou que percebe que o relaxamento de algumas pessoas é o que faz os vírus se proliferarem.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Os vírus não estão para brincadeira. A pandemia tende a continuar porque as pessoas não estão tomando as precauções. Eu continuo seguindo os protocolos”, finalizou.

Postar um comentário

0 Comentários