Podadores fazem remoção de árvores que caíram após forte chuva

 

Segundo a Defesa Civil, não há registro de feridos ou desabrigados

Árvores que caíram após a forte chuva ocorrida no fim da tarde de ontem (10) estão sendo removidas por podadores da Prefeitura de Feira em diversas regiões do município. No mesmo dia, ainda de noite, foram retalhadas uma árvore no Sobradinho e outra na avenida Transnordestina, nas imediações do bairro Cidade Nova.

Hoje (11) o trabalho está concentrado nos bairros Gabriela e Queimadinha. Segundo o diretor do Departamento de Áreas Verde, João Falcão, ainda há outras regiões a serem contempladas. 

“Temos situações de árvores caíram próximo à fiação, como ocorreu no bairro Baraúnas. Neste caso, aguardamos a Coelba desligar a rede para iniciarmos o trabalho. No Parque da Lagoa vamos interditar o equipamento para realizar a recuperação das árvores afetadas”, explica João Falcão.  

Nos bairros Campo Limpo, Baraúnas, Queimadinha, Parque Ipê, Papagaio e nas avenidas Francisco Fraga Maia e Maria Quitéria a Defesa Civil identificou situações de alagamento durante vistoria. De acordo com a coordenadora do órgão, Ana Karoline Rebouças, ainda foram registradas situações de quedas de telha. Até o momento não há o registro de desabrigados ou feridos.

“Houve uma ventania muito forte em algumas regiões e as telhas que ficam na beirada de alguns imóveis do condomínio Minha Casa Minha Vida Solar da Princesa, no bairro Gabriela, foram afetadas. Felizmente ninguém ficou ferido e não houve danos às residências”, afirma a coordenadora da Defesa Civil. Ainda na manhã desta terça-feira, 11, equipes do órgão estão realizando vistoria no distrito de Jaguara

Segundo a meteorologista Cláudia Valéria Silva, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão de chuva para ontem era de 4 milímetros. No entanto, nas últimas 24 horas, já choveu 10.8 milímetros no município.

Situações de risco como danos na estrutura de imóveis podem ser sinalizados pelo aplicativo Fala Feira 156 ou central telefônica 156. A população ainda pode pedir ajuda ao Corpo de Bombeiros pelo número 193. 



Postar um comentário

0 Comentários