Restaurantes e setor de decoração de festas apostam nas confraternizações de fim de ano

 


Com a chegada do final do ano, muitas empresas decidem realizar confraternizações para festejar todas as atividades que foram desenvolvidas ao longo de meses de trabalho.

Apesar da pandemia não ter cessado, a vacinação está facilitando para que muitos serviços sejam retomados, principalmente os encontros.

Souza, que é gestor de um restaurante em Feira de Santana, informou à reportagem do Acorda Cidade, que as reservas ainda estão disponíveis, já que as agendas estão super lotadas até pelo menos o dia 23 de dezembro.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Estamos com as nossas agendas disponíveis, inclusive até lotadas, tem dia que deixamos apenas o espaço limitado para os clientes que já são da casa, porque realmente, a procura está muito elevada. Todos os nossos contatos são feitos via WhatsApp, pelo (75) 99832-1493, até como forma de segurança para a empresa, quanto para o cliente, onde ficam registradas todas as mensagens", explicou.

Atualmente, o restaurante comporta até 700 clientes, mas por conta da pandemia, essa ocupação total não é possível ser feita em 100%.

"Hoje nós estamos com uma limitação de clientes aqui na casa em virtude da pandemia, mas geralmente o nosso restaurante comporta até 700 clientes. Todos os dias graças a Deus, estamos tendo uma boa demanda, os clientes buscam os nossos serviços. Também estamos realizando várias parcerias com as empresas, fazendo com que os clientes não tenham tantos custos assim, e que possam voltar mais vezes", afirmou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

De acordo com Souza, os serviços ofertados no restaurante são os rodízios de carne e buffet.

"Hoje aqui nós temos o sistema de rodízio, sistemas de buffet de salada que podem servir à vontade, pratos quentes onde temos grandes variedades, e por estamos aqui na Bahia, essa região local, nós prezamos também pela culinária baiana, mas todos os dias, nós temos cardápios diferenciados", destacou.

 Ana Suely Pires, que é subgerente de outro restaurante em Feira de Santana contou que com o objetivo de atrair os clientes, a gestão decidiu inovar e criou vários pacotes promocionais para serem ofertados neste final de ano.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Nós estamos com vários pacotes promocionais, sempre funcionando a partir das 18h até às 23h30, e claro, dispostos à oferecer nossos serviços com ótima qualidade para nossos clientes. Hoje mesmo, nós temos um pacote com suco, água e refrigerante à vontade, temos outro pacote que inclui a cerveja, e que permanece pelo mesmo tempo, além do rodízio individual. Um jantar aqui em nosso restaurante, está saindo por R$ 48,90, já o almoço de segunda à sexta, é no valor de R$ 51,90 e nos finais de semana e feriado, esse valor é de R$ 53,90", explicou.

Segundo Ana Suely, todas as reservas podem ser dialogadas e o cliente obter o desconto necessário.

"Por conta da pandemia, as nossas reservas ainda estão em ritmo lento, mas geralmente aos finais de semana, o movimento é bastante intenso aqui no restaurante. E em caso de grupo de pessoas, sejam 10 pessoas, o preço já é reduzido, e até mesmo se aquele grupinho estiver em apenas 5 pessoas, já podemos fazer algum tipo de desconto", citou.

Fotos: Ed Santos/Acorda Cidade

Ainda de acordo com a subgerente, as empresas estão aproveitando este momento em que os casos da Covid-19 reduziram e estão promovendo os encontros entre os trabalhadores.

"Geralmente os grupos presentes aqui, são grupos de empresas, o pessoal aproveita este final de ano para se reunir, ainda mais depois que muita gente ficou em casa trabalhando de modo home office, aproveita este período festivo para celebrar e dar aquele abraço simbólico. As nossas reservas podem ser feitas através do WhatsApp que é o (75) 99269-8861, o cliente pode nos contactar, verifica qual melhor dia e depois só confirmar a reserva", concluiu.

Embora os restaurantes sejam ambientes aconchegantes e bacanas para realizar confraternizações, existem famílias que contratam os serviços de decoração para o Natal e Ano Novo, como é o caso da Marília Ferreira Rios, que trabalha com ornamentações e decorações.

Em entrevista ao Acorda Cidade, Marília que é enfermeira, explicou que a mudança da carreira começou justamente no dia da formatura, e a partir daquele momento, um novo desejo pela área de ornamentação, começou a lhe preencher.

Foto: Arquivo Pessoal

"Eu já trabalho com festas a aproximadamente 10 anos, hoje sou formada em enfermagem, e esse laço com a decoração teve início justamente no período da minha formatura. Eu estava insatisfeita com algumas coisas da comissão e decidi fazer a minha formatura individual, e como já estava próximo do evento, eu me responsabilizei em realizar a decoração da minha festa. A partir daí, eu comecei a ter um gosto pela ornamentação e de boca em boca, meu trabalho foi sendo conhecido no mercado, foi tomando uma proporção tão grande junto com o gosto de fazer o trabalho que comecei a investir e alugar espaços para guardar os materiais de festa e nisso já são 10 anos. Com relação as decorações agora de final de ano, geralmente são aquelas pessoas que possuem grupos de WhatsApp, grupos de academia, confraternizações de empresas, reuniões familiares e essa questão do Natal é muito forte. Então já existe um tema específico natalino, e quanto ao réveillon, é a questão das boas-festas, finalização de mais um ano e a esperança de que o próximo ano seja melhor", afirmou.

De acordo com Marília, por serem períodos relativamente fortes e que possuem um sentimento, as decorações, não fogem muito do tema.

"Quando a gente fala em decoração natalina, a gente não foge do que é característico para o Natal. Pelo contrário, a gente usa os objetos que representam o Natal em nosso favor, como a árvore de Natal, o Papai Noel, bolas de Natal, a pinha, as renas, cores que representam o Natal a exemplo do vermelho, verde, branco e dourado. A gente também traz como referência do que está sendo usado em alta nas decorações das casas, que para mim neste ano, são as construções de árvores com folhas desidratadas, folhagens secas, construção da árvore de Natal de um lado com apenas as bolas, do outro lado, apenas os laços, então são pontos fortes na minha análise que as pessoas podem estar utilizando na decoração natalina", explicou.

Fotos: Arquivo Pessoal

Para Marília Ferreira, com o avanço da vacinação e com a liberação de eventos, muitas pessoas já estão se sentindo seguras para realizar confraternizações com a presença de mais convidados.

"O que eu percebo, é que com a liberação dos eventos, com uma grande parte da população vacinada, os clientes estão mais seguros para promover eventos. Digo até que a quarentena criou dentro da gente, uma semente para valorizar mais estes momentos de confraternização, momentos de abraços e neste ano, a procura está maior, as empresas confraternizando mais, todo mundo comemorando a vida de todos, de forma saudável, e as famílias que irão promover os encontros em casa, portanto, estamos com uma demanda muito alta de procura", concluiu.

Fotos: Arquivo Pessoal

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários