Presidente da Academia Feirense de Letras sugere mudança de data do aniversário de Feira

 


16 de junho é o dia do aniversário de Feira de Santana. A afirmação, baseada em estudos, é de Eduardo Kruschewsky, presidente da Academia Feirense de Letras, que esteve no Plenário da Câmara Municipal, na manhã desta quarta (01), expondo os fatos históricos que justificam a mudança na data, defendida em sua fala na Tribuna Livre.

De acordo com Kruschewsky, o dia da cidade é 16 de junho de 1873, "dia que, através do Decreto 1.320, Feira recebeu o título de Cidade Comercial de Feira de Santana". Em 18 de setembro de 1833, data em que se comemora o aniversário da cidade, foi, de acordo com o estudioso e escritor, o dia em que "Feira tornou-se vila em lugar de São José, onde o comerciante português João Peixoto Veigas chegou, em 1617, e se instalou", argumenta.

Com isso, Eduardo Kruschewsky argumenta que Domingos Barbosa de Araújo e Ana Brandoa não são os pais de Feira, já que João Peixoto Veigas chegou aqui há mais de 100 anos. "Se Domingos é o criador da cidade, João Viegas é o criador do município", sentencia.

O discurso de Eduardo Kruschewsky na Tribuna Livre da Câmara teve, entre outros objetivos, sensibilizar os vereadores e a população para observar o "erro histórico que precisa ser corrigido".

Postar um comentário

0 Comentários