Mais duas pessoas assassinadas em Feira de Santana; entre as vítimas um motorista de aplicativo

 


Acorda Cidade - Dois homens foram assassinados em Feira de Santana na terça-feira (28). O primeiro crime ocorreu por volta das 17h, na localidade de Rocinha no distrito de Humildes. Segundo a polícia, Hadson Matheus Jesus dos Santos, 19 anos, foi morto com tiros na cabeça. O autor do crime não foi identificado, e o motivo também é desconhecido.

Homicídio em Humildes | Foto enviada via WhatsApp

Já por volta das 21h20, o motorista de aplicativo Rudival Almeida da Silva, 38 anos, foi assassinado na Avenida Ayrton Senna, no loteamento Mirassol, no bairro Mangabeira.

Ele foi morto dentro do veículo Gran Siena, placa OPD7C40, em um local de difícil acesso, e estava sentado no banco do motorista. Rudival morava na rua Primavera, no bairro Pampalona. Até o momento a autoria e o motivo do assassinato são desconhecidos. 

Homicídio no bairro Mangabeira| Foto enviada via WhatsApp

A delegada Ludmila Vilas Boas e Santos, que efetuou o levantamento cadavérico, informou ao Acorda Cidade que os pertences da vítima foram encontrados no local.

“O crime ocorreu em um local extremamente ermo, o veículo se encontrava próximo a uma pequena lagoa que se formou em decorrência das chuvas, local de difícil acesso, contudo o veículo estava íntegro, os pertences estavam no local, celulares, carteira, etc. A princípio observa-se que ele estava com um ferimento de disparo de arma de fogo na cabeça, e segundo informações preliminares, este disparo teria ocorrido de fora pra dentro do veículo. Já temos uma linha de investigação, mas não podemos divulgar neste momento”, disse.

De acordo com a delegada, antes de trabalhar como motorista de aplicativo, ele já havia trabalhado com transporte de carga. Após o levantamento cadavérico, a polícia se dirigiu à residência da vítima para comunicar a morte e obter informações.

“Ou marcaram um encontro com ele naquele local de difícil acesso, inclusive as equipes tiveram dificuldade de localizar até mesmo com sinal de GPS, ou ele foi seguido e atraído para aquele local por alguma razão. A família nega que ele tenha passado por qualquer ameaça de morte, a esposa tomou um choque muito grande. Fomos até a residência dele, localizamos a esposa , filha e irmãos, demos a infeliz notícia da morte e todos se mostraram, inclusive surpresos acerca deste fato, e nada puderam a acrescentar a principio”, informou a delegada ao Acorda Cidade.

Postar um comentário

0 Comentários