Fundação Hospitalar promoveu 650 mil atendimentos este ano

 

Somente na assistência a gestantes, foram 43.834 atendimentos ofertados

A Fundação Hospitalar de Feira de Santana promoveu 652.311 atendimentos entre janeiro e a primeira quinzena de dezembro deste ano. Os investimentos em atendimento humanizado, capacitação de profissionais e infraestrutura  têm garantido a qualidade na assistência.

Na emergência do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, 43.834 gestantes receberam atendimentos, sendo 10.437 procedimentos especializados e 7.963 partos.

O laboratório de análises clínicas também atingiu capacidade elevada de atendimentos, com 415.107 exames liberados e destaque para os exames de bioquímica e hormônios. Segundo a diretora presidente, Gilberte Lucas, os números expressivos demonstram a importância dos serviços para os munícipes e população circunvizinha.

"Apesar dos desafios enfrentados nos últimos dois anos, ocasionados pela pandemia, conseguimos alcançar as metas", destacou.

No Complexo Materno Infantil, 51.105 atendimentos multiprofissionais na área pediátrica foram realizados.

Já no Ambulatório Ginecológico, 52 cirurgias eletivas foram feitas em dois meses. A unidade hospitalar ainda registrou o número de 27.236 atendimentos ginecológicos. Tantos investimentos aumentaram a oferta de atendimento no planejamento familiar, climatério, fisioterapia pélvica, psicologia infantil e também a laserterapia.

A Fundação Hospitalar destaca a implantação do primeiro Centro Especializado em Saúde do Homem, que funciona no Centro Municipal de Prevenção ao Câncer Romilda Maltêz (CMPC), oferecendo oito especialidades, como urologia, oncologia, gastroenterologia, nutrição e psicologia.

Ainda no CMPC, foram feitos 40.931 atendimentos entre consultas e exames. Já no CMDI (Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem) foram 66.419, tendo como maior procura os exames ultrassonografia e exame citopatológico.



Postar um comentário

0 Comentários