Cerca de mil pneus velhos são retirados por dia das ruas e borracharias de Feira de Santana

 

Medida é necessária para reduzir os riscos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti

Em torno de 800 a 1.000 pneus usados são retirados diariamente das ruas e borracharias de Feira de Santana. O recolhimento é feito pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica, como estratégia para reduzir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, que transmite as arboviroses como dengue, zika e chikungunya – uma vez que pode permitir o acúmulo de água parada, tornando criadouro do mosquito.

Alguns desses pneus são enviados para o Comércio e Reciclagem de Borrachas (CBL), onde são triturados e transformados em combustível alternativo para fabricação de cimento – para este fim, a empresa tem contrato firmado com a Prefeitura de Feira.

Outros pneus são reaproveitados e ganham novas formas, se tornando cestos de lixo, objetos de decoração e paisagismo. Estes também são destinados à Polícia Militar para organização de estandes de tiro e circuitos de treinamento funcional de academias.

O direcionamento correto do material é realizado desde 2002, pela equipe do Ecoponto. Na avaliação do coordenador do Centro Municipal de Referência em Endemias, Edilson Matos, é um importante serviço para controle do mosquito Aedes Aegypti. “Assim tiramos das ruas os potenciais criadouros e ainda damos mais uma utilização”, afirma.

O serviço de recolhimento de pneus pode ser solicitado por qualquer pessoa através dos números de telefone: 3223-4673 ou 0800 284 6656. Devido a mudança de endereço do centro de endemias e instalação da rede de telefonia, pode ocorrer dificuldade de comunicação nos próximos dias.

As ações são preconizadas pelo Ministério da Saúde e também englobam a eliminação mecânica e química de focos, captura, identificação e análise do vetor e educação em saúde junto à comunidade de forma a evitar novos casos dessas doenças no município.



Postar um comentário

0 Comentários