Uso da tecnologia traz agilidade e qualidade ao trabalho do agricultor

 

Agricultores trocam a força braçal pela patrulha mecanizada

O trabalhador rural tem ganhado um importante incentivo para a produção agrícola. A Prefeitura de Feira tem oferecido suporte desde o manejo do solo até a colheita. Na última sexta-feira, 26, moradores da comunidade Caboronga, em Bonfim de Feira, trocaram a força braçal por uma patrulha agrícola mecanizada para a bata do milho.

O kit patrulha é composto por um trator, uma batedeira e um reboque com capacidade para cinco toneladas de grãos, que é deslocada para vários pontos da zona rural. Com esses equipamentos, o agricultor se sente ainda mais estimulado a produzir o alimento com mais agilidade e eficiência, além de não ter perdas na produção.

Uma batedeira chega a “bater” 21 sacas de milho em apenas uma hora, serviço que levaria cerca de 6 horas no sistema de mutirão com a bata manual.

A presidente da Associação Comunitária de Caboronga, Edilsa Andrade, disse que esse apoio da Prefeitura é muito importante. "Se fossemos pagar por esse serviço não teríamos condições, uma vez que custa em média R$ 13 para ‘bater’ uma saca de milho.

Além de Caboronga, em Bonfim de Feira, outras comunidades ruais localizadas nos distritos de Maria Quitéria, Jaguara e Humildes também foram visitados e beneficiados com ações de incentivo à produção por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Recursos Hídricos (Seagri).

A Prefeitura dispõe de cinco patrulhas mecanizadas, que podem ser solicitadas pelos agricultores através de suas associações. O serviço é gratuito. O apoio começou no mês passado com a bata-do-feijão. Ao todo, 40 famílias serão contempladas na zona rural com a bata do feijão e do milho.

Ouça aqui o podcast.



Postar um comentário

0 Comentários