União deposita complemento em dinheiro para tratamento de Yasmin; decisão pode ser revogada

 


No mês de outubro, a União recorreu da liminar que determinou o depósito no valor de R$ 1.914.535,77 para complementar a terapia CAR-T CELL de Yasmin Bastos Nunes, nos Estados Unidos.

No dia de ontem (5), a família da pequena Yasmin recebeu uma ótima notícia que acendeu mais ainda a chama da esperança da realização do tratamento. A União cumpriu a liminar, efetuando o depósito do dinheiro.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o pai de Yasmin, Nelson Nunes, explicou que embora o depósito tenha sido feito, a decisão ainda não é definitiva, podendo ser revogada e o dinheiro devolvido.

"A União fez o depósito referente ao valor para realizar o tratamento de Yasmin, essa confirmação se deu no dia de ontem, divulgamos nas redes sociais, mas devemos ter cautela, porque este recurso que a União impetrou lá atrás, ainda vai ser julgado, mas iremos continuar em oração e com discernimento para que este julgamento seja favorável à nossa disposição", explicou.

De acordo com Nelson Nunes, a corrida contra o tempo continua, e a partir das informações que já foram dadas, o contato com o Hospital dos Estados Unidos já foi feito.

"A gente ainda não tem um prazo para este julgamento, mas não podemos esperar por conta da gravidade da saúde de Yasmin. Assim como nós divulgamos, nós já entramos em contato com o Hospital e já iniciamos toda a documentação. Não podemos ficar com os braços cruzados esperando esta decisão da liminar. A batalha continua porque tem toda uma burocracia para vencer. Infelizmente, por conta de todo o tempo que foi levado, talvez seja necessário a realização de terapias complementares, mas estamos orando e pedindo a Deus para que isso não venha a acontecer. Que a terapia CAR-T CELL seja suficiente para alcançar a cura", afirmou.

Em virtude da gravidade do quadro de saúde da pequena Yasmin, a garota será transportada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea.

"Já tínhamos uma suposição de um gasto que poderíamos ter, mas agora, em virtude da saúde dela, por estar muito debilitada, ela precisará ser transportada em um voo de UTI que custa em torno de R$ 500 mil. Vamos correr, reafirmar a nossa campanha, mas aqui estamos querendo passar todas as informações para que haja a maior transparência possível em tudo que é feito. Acredito que vai dar certo e estamos com Deus para que Ele possa conduzir os próximos passos da melhor forma possível", concluiu.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários