Secretaria de Saúde busca equidade de serviços ofertados à população negra e quilombola

 


Atendendo aos princípios de equidade do SUS (Sistema Único de Saúde), a Secretaria Municipal de Saúde está promovendo um levantamento de usuários do serviço que são negros e quilombolas. A iniciativa reconhece as diferenças nas condições de vida e saúde das pessoas, oferecendo atendimento aos indivíduos de acordo com as suas necessidades.

“As demandas serão ouvidas de forma qualificada, para que possamos agir de maneira mais efetiva em relação aos problemas que essa população possa estar enfrentando”, afirma a enfermeira referência técnica em Saúde da População Negra da Atenção Primária à Saúde, Cristiane Bastos.     

Ainda segundo a enfermeira, desde o ano passado, devido a pandemia, houve uma lacuna desses espaços de interlocução nas ações da saúde como um todo, o que resultou em um hiato de atividades durante um período, visto que as ações mais efetivas ficaram impossibilitadas de serem realizadas por questões de segurança sanitária.

“Com a vacinação em massa e o controle dos números dos casos em Feira de Santana essas ações estão sendo retomadas de forma gradual”, afirma Cristiane Bastos.    

Neste mês de novembro, marcado pelo Dia da Consciência Negra, as unidades municipais de saúde ampliaram o diálogo quanto aos assuntos relacionados ao racismo, racismo institucional e desigualdades étnico-raciais – fatores determinantes sociais das condições de saúde. 

 

 



Postar um comentário

0 Comentários