Limpeza na barragem de Jaguara marca Dia Nacional do Rio

 

Ação foi coordenada pelo Departamento de Educação Ambiental

A retirada de materiais recicláveis, como garrafas e plásticos, jogados irregularmente na barragem do Rio Jacuípe, em Jaguara, marcou o Dia Nacional do Rio, nesta terça-feira, 24, no município.

A ação de limpeza foi coordenada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, por meio do Departamento de Educação Ambiental, e teve o apoio da Sustentare. A iniciativa envolveu moradores e pescadores.

O engenheiro ambiental da Defesa Civil, Antônio José do Rosário Santos, enfatizou a importância de ações preventivas para a preservação ambiental.

“Se a gente consegue prevenir e evitar que danos maiores possam acontecer, fica mais fácil solucionar os problemas. Todo material que não pertence ao rio é prejudicial ao ecossistema”, explicou.

O chefe do Departamento de Educação Ambiental da SEMMAM, João Dias, lamentou que muitos visitantes têm deixado resíduos sólidos às margens do rio. “O local é muito bonito e isso atrai a presença das pessoas que trazem alimentos e bebidas, e acabam deixando os recipientes no local”, observou.

João Dias salientou que a consciência ambiental é fundamental na preservação do rio. “É essencial que esses locais – rios, lagos e lagoas –continuem limpos para que nossos filhos e netos também possam desfrutar”, alerta destacando, ainda, que o lixo pode ser ingerido por animais, provocando asfixia levando-os à morte.

O pescador Joel Reis chamou a atenção para o sumiço de peixes da barragem de Jaguara e atribuiu à poluição. “Se o rio estiver sujo, os peixes acabam morrendo e a gente não tem rentabilidade com isso”, pontuou.



Postar um comentário

0 Comentários