Fim de semana com 5 assassinatos em Feira de Santana; uma das vítimas foi carbonizada

 


Entre o último sábado (6) e domingo (7) a polícia registrou cinco assassinatos em Feira de Santana, elevando  para oito, o total de homicídios neste mês e para 330 no ano, no município.

O primeiro Crime Violento Letal Intencional (CVLI) foi registrado por volta das 9h de sábado na Estrada do Feijão, no distrito Governador João Durval (Ipuaçu). Um corpo foi encontrado carbonizado dentro de um veículo Siena que foi incendiado.

Segundo a polícia, uma pessoa passava pelo local e viu o corpo acionou uma guarnição da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). Ainda não foi possível identificar a vítima, nem mesmo se é um homem ou uma mulher.

Papagaio

Ainda no sábado, por volta das 23h, Rafael de Souza Lopes, de 27 anos, foi assassinado a tiros na Rua Maria do Socorro no bairro Papagaio.

Ele foi alvejado na cabeça, costas, nádegas e ombros. De acordo com a Polícia Militar, um adolescente de 15 anos, que estava com ele, foi baleado e socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade. Não há outras informações sobre o ocorrido. Rafael morava na Travessa Zalu, no distrito da Matinha.

Asa Branca

Isaias Gomes de Matos Filho, 26 anos, foi morto a tiros por volta das 20h de domingo. O crime aconteceu na Estrada do Besouro, no Residencial Vida Nova ao lado do bloco 23, bairro Asa Branca. A vítima foi atingida no pescoço, tórax e cabeça. Segundo informações obtidas pela Polícia Militar, uma mulher também foi baleada e socorrida por populares para uma unidade hospitalar.

Parque Ipê

Por volta das 22h30 de domingo, um homem ainda sem identificação foi assassinado a tiros na Rua Aymore, no bairro Parque Ipê. Ele foi alvejado no braço esquerdo, cabeça e pescoço.

Asa Branca

Já por volta das 22h40, também no domingo, o pedreiro Thiago Ferreira Santos, de 34 anos, foi assassinado com tiros nos braços, tórax e cabeça. Ele estava no condomínio Parque dos Coqueiros, bloco 24, bairro Asa Branca, quando o crime aconteceu.

Thiago Ferreira morava mesmo local onde foi morto.
Não há outros detalhes sobre estes assassinatos. Os mesmos serão investigados pela Delegacia de Homicídios. Os corpos foram necropsiados no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários