Na véspera do Dia das Crianças, comércio de Feira de Santana registra grande movimentação

 


Acorda Cidade - Nesta segunda-feira (11), dia que antecipa o Dia das Crianças, o comércio de Feira de Santana registrou grande movimento daquelas pessoas que deixaram para última hora para comprar o presente dos pequenos brasileirinhos.

É o caso da dona de casa Nádia Santiago, moradora do povoado de Caboronga, no distrito de Bonfim de Feira. Ao Acorda Cidade, ela informou que possui quatro netos e reservou o dia para garantir a lembrança das crianças.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Os preços estão bons, deu para comprar e estou levando pra casa. Estou retornando lá para Caboronga, distrito de Bonfim de Feira e estou levando aqui uns brinquedos para meus netos e umas roupas para agradar as netas", disse.

A gerente de loja Resiane Portugal, explicou que o movimento nesta segunda-feira, atendeu a todas as expectativas de venda. Como a loja é do ramo de variedades, os produtos mais vendidos foram brinquedos e artigos infantis.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Hoje o movimento foi ótimo e que seja assim até o final do dia. Hoje estamos vendendo aqui roupas infantis, brinquedos, posso dizer que tudo um pouco, estamos vendendo. Mas o foco principal são os artigos infantis e com preços acessíveis que cabem nos bolsos dos pais", destacou.

Para Roniely Carneiro, gerente de outra loja comercial com artigos infantis, a expectativa do movimento na véspera do Dia das Crianças, já era esperada. Segundo ele, um dia antes e até mesmo no próprio dia, as pessoas ainda estão em busca do presente.

Foto: Ney Silca/Acorda Cidade

"Nós já estávamos esperando esse movimento como todos os anos acontece, é um grande dia, hoje já superou as nossas expectativas e amanhã estaremos funcionando também aguardando o público que não deu para comparecer nos outros dias", afirmou.

Segundo Roniely, com o comércio fechado nesta segunda-feira, como foi avaliado inicialmente pela prefeitura, seria um grande prejuízo por não ter o movimento desejado. Além disso, em virtude da alta do dólar, os novos preços dos brinquedos, também estão sendo repassados para os consumidores.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Nós iríamos ter um grande prejuízo porque fizemos muita compra para este Dia das Crianças, e com o feriado decretado, seria um feriadão, onde as pessoas iriam viajar, a cidade ficaria vazia e as vendas iriam cair. Outro detalhe, é o dólar que está tendo um grande impacto não só nos brinquedos importados, como no nacional. A matéria-prima aumentou e fez com que muitas fábricas repassassem com preços elevados, impactando aqui nos preços da loja, tendo que repassar para o consumidor final", concluiu.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários