Líder dos caminhoneiros diz que alta no preço dos combustíveis é mais grave que em 2018

 

"Precisamos que o governo chame a responsabilidade e pare de transferir para os outros", disse Wallace Landim, conhecido como Chorão, ao criticar a gestão de Jair Bolsonaro

247 - Um dos líderes da greve dos caminhoneiros de 2018, Wallace Landim, conhecido como Chorão, afirmou que a categoria não aguenta mais os seguidos aumentos no preço dos combustíveis. De acordo com ele, a situação atual está pior, na comparação com a daquele ano.

"Precisamos que o governo chame a responsabilidade e pare de transferir para os outros. A gente vem lutando desde a greve de 2018 pela mudança da política de preços. A narrativa do presidente na campanha era em defesa dos caminhoneiros e nada disso foi feito", disse em entrevista à coluna Painel.

Landim participa na quarta-feira (13) de uma audiência pública na Câmara dos Deputados que reunirá os caminhoneiros e representantes dos ministérios da Economia e Minas e Energia, da Petrobras e da Agência Nacional de Petróleo.

Postar um comentário

0 Comentários