Brasil registra 433 mortes e mais de 17 mil casos de Covid-19 em 24 horas

 

Sequenciamento genômico do novo coronavírus no Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF)
Nesta quarta-feira (27), as médias móveis de óbitos e de infecções ficaram em 350 e 12.240, respectivamente. Sequenciamento genômico do novo coronavírus no Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF). Breno Esaki/Agência Saúde DF

CNN Brasil - O Brasil registrou 433 mortes e 17.184 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Nesta quarta-feira (27), as médias móveis de óbitos e de infecções ficaram em 350 e 12.240, respectivamente.

Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o país tem um total de 606.679 mortes e 21.766.168 infecções confirmadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

Aplicação da Pfizer em crianças

A farmacêutica Pfizer anunciou nesta quarta-feira (27) que irá realizar, no mês de novembro, a submissão junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do pedido de aprovação para o uso da vacina contra a Covid-19, chamada tecnicamente Comirnaty, em crianças de 5 a 11 anos de idade. Leia mais.

Quarta dose para imunocomprometidos

Pessoas condições de saúde que levam a algum grau de imunossupressão podem receber uma quarta dose de vacina contra Covid-19 nos Estados Unidos, de acordo com as diretrizes atualizadas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. Leia mais.

Presidente da Anvisa reforça que vacinas não transmitem doenças

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, reforçou que as vacinas contra a Covid-19, aprovadas pela agência reguladora, são seguras, eficazes e possuem alta qualidade, e não transmitem outras doenças. Os imunizantes têm diversos objetivos e nenhum deles é aumentar a propensão das pessoas terem outras doenças. Leia mais.

Visto para brasileiros

A embaixada e os consulados dos Estados Unidos no Brasil devem voltar a emitir vistos para turistas a partir de novembro. No entanto, ainda não existe uma data definida para que o funcionamento do serviço, que ficou paralisado durante a pandemia de Covid-19, aconteça. Leia mais.

Intervalo da AstraZeneca

O governo de São Paulo anunciou, na (26), que o intervalo entre as doses contra Covid-19 da AstraZeneca será reduzido de 12 para 8 semanas. Com a medida, cerca de 400 mil pessoas ficam aptas em todo o estado para tomar a vacina e completar o ciclo vacinal a partir desta quarta-feira. Leia mais.

Medicamento contra a Covid-19

A Merck Sharp & Dohme (MSD) assinou um acordo de licenciamento com o Medicines Patent Pool (MPP), apoiado pelas Nações Unidas, que permitirá a mais empresas fabricar versões genéricas de seu tratamento antiviral oral experimental contra a Covid-19. Leia mais.

Postar um comentário

0 Comentários