Vereador Zé Curuca retorna à bancada governista na Câmara Municipal: 'Não aguentei'

 


Após as especulações do possível retorno do vereador Zé Curuca (DEM) ao governo Colbert Martins, veio a concretização. Em uma visita do prefeito ao distrito de Humildes no sábado (18), para anunciar as obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), o vereador bateu o martelo e voltou aos braços do pai.

Em conversa com o Acorda Cidade neste domingo (19), Zé Curuca destacou que a sua saída do grupo dos aliados, liderado pelo presidente da Câmara, o vereador Fernando Torres (PSD), teria sido motivada pela falta de recursos e apoio do governo nos projetos para o distrito e dificuldades financeiras.

“Quero falar ao meu grupo dos aliados, vereadores, amigos ao qual tenho uma admiração muito grande de que estamos unidos nessa luta. Parabenizo o presidente da Câmara, Fernando Torres que é um homem sério, de palavra, que mudou a cara da Câmara, economizou muitos recursos para melhorar as ações em prol do povo de Feira. Quero também parabenizar os outros colegas na câmara que viram as dificuldades com meu povo. Infelizmente, minha saída do grupo dos aliados, desde as eleições que ganhei em 2008, foi onde fiquei ao lado de Tarcísio Pimenta e não sei ficar no lado de oposição, trabalho ao lado do governo. Também estive ao lado de José Ronaldo onde fizemos grandes obras. Em 2020, consegui minha eleição ao lado do prefeito Colbert. Formamos o grupo dos aliados, me senti muito bem, mas vimos as nossas dificuldades, nossas lideranças passando por dificuldades, perdi muitas lideranças no nosso distrito e quando falei que não sei trabalhar contra o governo, foi por isso. Tinham pessoas que tiveram até depressão e por isso me senti culpado. Vi a necessidade do povo, fui votado pelo povo e estou aqui para ajudar. Precisamos do apoio do prefeito, seja na rede de água, seja em patrols. Senti falta, fiquei ausente do prefeito. Não estava conseguindo dormir à noite, estava preocupado e por isso joguei a toalha, não aguentei`, desabafou o vereador.


Fonte:  Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários