Talibã usa combatentes no lugar de técnicos no governo, relata enviado da CNN

 


O enviado especial da CNN ao Afeganistão, Lourival Sant’Anna, relatou, nesta terça-feira (14), o que mudou no país desde o último governo do Talibã, entre os anos de 1996 e 2001.

Lourival perguntou a membros do grupo o motivo de, no governo passado, não haver técnicos no poder. Eles disseram que era porque eles estavam em guerra, e que o Islã tem resposta para tudo.

Agora, o Talibã formou um governo interino, também composto por combatentes da Jihad e clérigos, e não por técnicos.

O enviado especial da CNN ao Afeganistão conversou, entre outros membros do novo governo, com o novo diretor do aeroporto de Cabul, função especialmente técnica. No entanto, segundo o diretor, a experiência que ele tem na área é com combate e religião.

Sobre a escolha para o cargo, ele afirmou que é o supremo líder quem decide tudo, referindo-se a Haibatullah Akhundzada, que até o momento, desde a tomada do poder pelo Talibã, não apareceu em público.

O diretor afirmou ainda que os voos do Aeroporto de Cabul ainda não voltaram a acontecer de forma regular porque, segundo ele, os americanos destruíram boa parte do equipamento antes de sair. Com a ajuda de técnicos do Catar, eles estão restaurando o que foi destruído.

Quando questionado sobre mulheres trabalhando no aeroporto, o diretor afirmou que a decisão será do líder supremo, mas adiantou que ao menos algumas mulheres serão necessárias para realizar a revista em outras passageiras.

(Publicado por Daniel Fernandes)

Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários