PM e PF prendem autores de explosões a caixas eletrônicos em Salvador

 


Três suspeitos de participarem de roubos a instituições financeiras nos meses de abril e maio, em Salvador, foram capturados após uma ação interagências entre as polícias Militar (Rondesp Central) e Federal (PF), na tarde de quarta-feira (22). O trio, que possui passagens por tráfico de drogas, atacou as agências da Caixa Econômica Federal (CEF) do Largo do Tanque, Pau da Lima e Stella Maris.

O levantamento de informações feito pela PF apontou que o trio se escondia, em uma casa, na localidade conhecida como ‘Estrada da Muriçoca’, na Avenida São Rafael, em Salvador. Rapidamente os policiais montaram um cerco e iniciaram a captura.

“Eles ainda tentaram fugir pelos fundos da casa, mas, nos posicionamos em locais estratégicos, evitando que escapassem”, explicou o tenente Carlos Assis, lotado na Rondesp Central.

Na residência foram apreendidos uma submetralhadora e uma pistola turca de calibre 9 mm, carregadores, munições de calibres 9 mm e 5,56 (para fuzil), um tablete de maconha, 1.301 pinos de cocaína e mais um tablete do pó, seis embalagens com pedras grandes de crack, uma balança e quatro celulares.

O material foi encaminhado, juntamente com o trio, para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Daniel Pinheiro, um dos presos é o chefe de uma organização criminosa, atuante no bairro de Castelo Branco, e o outro é ex-presidiário.

“Eles foram autuados por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, seguem custodiados na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e, após audiência de custódia, seguirão para o presídio”, concluiu o delegado.

Postar um comentário

0 Comentários