Pentágono e Pensilvânia fazem minuto de silêncio pelas vítimas do 11 de setembro

 

Sede do Departamento de Defesa dos EUA também foi atacada na data; na Pensilvânia, um quarto avião sequestrado por terroristas atingiu o solo após passageiros se revoltarem

CNN Brasil - O Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, em Washington, presta homenagem às vítimas dos ataques de 11 de setembro neste sábado, data que marca os 20 anos dos atentados. Homenagens também acontecem na Pensilvânia, com a participação da vice-presidente Kamala Harris e do ex-presidente George W. Bush, que ocupava o cargo na data dos ataques.

Um momento de silêncio em memória às vítimas que morreram no prédio foi feito após um coral de militares cantar o hino “Amazing Grace”.

Em 11 de setembro de 2001, paralelamente aos ataques nas Torres Gêmeas, um voo da American Airlines com 64 pessoas a bordo se chocou com o Pentágono e matou 120 pessoas.

O avião que atingiu o Pentágono foi o terceiro sequestrado pela Al Qaeda naquela data.

Coral entoa ‘Amazing Grace’ em homenagens às vítimas dos 11 de setembro / CNN / Reprodução

Pensilvânia também faz minuto de silêncio

A Pensilvânia também prestou homenagens às vítimas dos ataques do 11 de setembro. Neste estado, uma quarta aeronave caiu em campo aberto.

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, está presente na cerimônia. O presidente dos EUA no dia dos ataques, George W. Bush, também está no local.

A aeronave da Pensilvânia atingiu o solo após passageiros se voltarem contra os terroristas que havia sequestrado o avião.

O avião deixou o aeroporto com destino a São Francisco, mas logo após levantar voo quatro terroristas anunciaram o sequestro. Mais cedo, em Nova York, o presidente Joe Biden e primeira-dama Jill Biden prestaram homenagens às vítimas do 11 de setembro nas Torres Gêmeas. Barack Obama também esteve no local.

No momento em que o avião cai na Pensilvânia, os ataques ao World Trade Center e ao Pentágono haviam acontecido alguns minutos antes.

Minuto de silêncio em homenagem às vítimas na Pensilvânia / CNN / Reprodução

Postar um comentário

0 Comentários