MS: Psicóloga é morta a facadas em motel na fronteira entre Brasil e Paraguai

 


IstoÉ - Um piscóloga foi encontrada morte em um motel na última sexta-feira (3) em Pedro Juan Caballero, cidade do Paraguai que faz fronteiro com o Brasil.

A psicóloga, de 64 anos, Juana Elva Rojas de Cáceres foi morta a facadas, conforme a polícia paraguaia. Ainda segundo a polícia, a vítima levou 28 facadas por um suspeito que seria um paciente dela.

As primeiras investigações da polícia tratam o crime como feminicídio. Juana foi atingida no tórax, peito, costas e rosto. Além disso, a vítima sofreu cortes nas mãos, o que pode ter sido causado por luta corporal com o assassino.

Um homem saiu do motel e pagou sua parte na conta, alegando que voltaria no dia seguinte para acertar o restante da conta. Ao verificar que a mulher não respondia no quarto, o gerente do local abriu o quarto e constatou a vítima perto da cama e cercada por uma poça de sangue.

Postar um comentário

0 Comentários