Em Feira, medalhista paralímpico Renê Pereira apoia a criação de centro de treinamento do remo

 

Colbert Filho afirma que o Rio Jacuípe pode reunir condições para a prática do esporte

Ainda na infância, em Itapetinga, alcançou a faixa preta de Karatê, jogou futebol amador e ainda foi aprovado em testes do Bahia e no Vitória. Aos 14 anos, encarou o concorrido vestibular de Medicina, graduando-se nesta área. Mas, a maior superação estava por vir após uma lesão na medula espinhal que transformou em desafiadora a trajetória do jovem baiano Renê Pereira Campos.

O atual medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio visitou Feira de Santana, na tarde de hoje, 10, em encontro com o prefeito Colbert Filho e o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Jairo Carneiro Filho, no Ginásio de Esporte Péricles Valadares - InterEduc.

O êxito do paratleta olímpico baiano na competição incluiu o Brasil na conquista da primeira medalha na prova de 2 mil metros, categoria skiff simples PR1M1x.

Durante a visita, Renê ouviu do chefe do executivo municipal a vontade de implantar em Feira um centro de prática e treinamento desportivo do remo, aproveitando o potencial oferecido pelo Lago de Pedra do Cavalo, no Rio Jacuípe.

"Estamos dispostos não apenas em contribuir para a implantação de um centro de treinamento de canoagem, mas também termos um local adequado para treinadores e atletas com espaços para o abrigo de equipamentos", afirmou o prefeito.

O gestor defende também que o município pode estimular a prática do remo entre pessoas de 6 e 18 anos, e "formar até uma grande equipe profissional".

O secretário Jairo Carneiro ressaltou o papel do esporte na inclusão social e o remo, especificamente, um futuro estimulador do turismo regional.

Ouça aqui o podcast.
Assista aqui ao vídeo.


Postar um comentário

0 Comentários