Colégio da Policia Militar: hierarquia e disciplina como pilares de uma educação cidadã

 

São seis turmas do ensino fundamental, três do ensino médio e ao todo 795 alunos. Crédito: Divulgação

Antigo Colégio Estadual Diva Portela, que após decreto estadual no ano de 2005 foi incorporado ao Colégio da Polícia Militar. Assim, acabou deixando o nome da educadora Diva Portela. Dessa forma, a instituição passou a se chamar Colégio Da Polícia Militar- CPM Diva Portela.


Com mais de 20 anos de serviços prestados a instituição, a diretora pedagógica, professora Eliane Katia Oliveira comenta o quanto a escola tem evoluído, avançado e melhorado com o passar dos anos "Além disso, as mudanças positivas que a escola trouxe ao entorno, para realidade do bairro Campo Limpo, que são dados informados pela própria comunidade".

"Eu tenho orgulho de ter participado do Diva Portela com todas as suas dificuldades e com todas as suas problemáticas. Como era difícil, como é difícil ainda hoje. Eu mesma não consigo conceber meus outros colegas gestores, gerindo escolas que são um universo tão complexo sem uma parceria como essa que nós temos com a Polícia Militar". Complementa a diretora.

Contando detalhes sobre como se deu a mudança de colégio estadual para um colégio da polícia militar, Eliane explica que no princípio, foi bem chocante. Pois eles "dormiram" com o Colégio Estadual Diva Portela e "acordaram'' com uma reunião intempestiva na sede, com a secretaria de educação dizendo que agora seria Colégio da Polícia Militar.

"A gente não entendia nada como era aquilo, de que maneira que aquele negócio iria se desenvolver, se desenrolar e a gente com professor concursado perguntando "E a gente como é que fica?!Como é que foi?! Mas aos poucos fomos entendendo a ideia, fomos abraçando a ideia. Não sem dor, pois toda mudança, principalmente aquelas para as quais nós não estamos preparados, traz suas dores, suas vulnerabilidades".

Atendendo atualmente seis turmas do ensino fundamental, três do ensino médio e ao todo 795 alunos, o diretor da PM explica que devido a pandemia o número de alunos caiu, por causa da dificuldade de matrículas, mas antes da pandemia a instituição já teve época onde atendeu mais de 1.200 estudantes.

Desmistificando um pouco sobre como é a rotina de um Colégio Militar, a vice-diretora PM, Major Adriana esclarece "O aluno quando chega à escola a primeira coisa que ele vai fazer é entrar em forma. O que é entra em forma? Ele vai estar no dispositivo, para que assim ele possa receber as orientações do dia e aí normalmente existem as rotinas do militarismo como cantar o hino. Após, vai ser verificado, a sua apresentação pessoal, seu fardamento, se ele está dentro dos padrões do regulamento da escola que é o corte de cabelo, a menina está com o cabelo preso, no padrão. Então tudo isso é verificado na entrada. Que não dura mais que 15 minutos para que não tenha nenhum prejuízo ao início das aulas. (isso antes da pandemia)

Já o diretor Militar da escola, Coronel Leonir Moraes explica que "o CPM é um colégio como outro qualquer. Pois está responsável pela educação. A polícia militar está com esta parceria em termos de educação então eu creio que não existe diferença do colégio militar para o colégio civil, porque nós tratamos com educação".

No entanto, o Coronel ressalta: "Eu poderia dizer que o que nos faz diferente. Primeiro no aspecto que nós temos o privilégio de termos duas direções voltadas para o aluno. A direção pedagógica, que lida com toda a estrutura pedagógica. A direção militar que lida com a questão disciplinar e organizacional da escola. Nós trouxemos a polícia militar para inserir na escola a cultura militar".

Ele explica ainda que a cultura militar se baseia em dois pilares: O da hierarquia e da disciplina. "Hierarquia não é uma coisa mística, não é uma coisa do outro mundo. Uma criança que é disciplinada em casa, uma criança que tem a visão de pai e mãe e que tem o respeito em casa, ela não terá nenhuma dificuldade de ser inserida numa escola militar. Porque nós apenas buscamos dar a essa criança a visão da disciplina. Pois esta disciplina na nossa visão militar, é um marco para toda a estrutura do cidadão".

Fonte: Jornalfolhadoestado

Postar um comentário

0 Comentários