Além do Conecte SUS, carteira de vacinação é importante para comprovar vacinação, alerta secretário

 


O aplicativo Conecte SUS vem apresentando instabilidades, o que está impedindo muitas pessoas de emitir o certificado de vacinação contra covid-19, principalmente para terem acesso a eventos e realizar viagens.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Britto, explicou que existe um período até que todos os dados sejam computados e alimentados no portal do Ministério da Saúde.

"Quando a pessoa realiza a vacinação, é feito inicialmente o lançamento dos dados no sistema da prefeitura e isso a gente vai consolidando os dados e só depois repassar para o Ministério da Saúde, que tem a responsabilidade de alimentar todos os arquivos dos municípios brasileiros. Existem dois problemas que podem acontecer, locais mais afastados da sede, pode levar uma demora nessa alimentação dos dados no sistema e o segundo problema, é o próprio Ministério disponibilizar no portal deles. Nós não temos acesso à plataforma deles, mas recebemos a informação que realmente estava tendo uma demora nesta atualização", explicou.

Ainda segundo o secretário, é necessário que a carteira de vacinação seja mantida em segurança, principalmente nesse período em que os dados ainda não foram atualizados.

"A caderneta é um documento básico que a pessoa tem, ela informa a data, o tipo da vacina que a pessoa tomou, número do lote e é um documento que não pode ser perdido. Mas claro, esse documento aqui no Brasil tem um valor, mas no exterior pode não ter, e aí, realmente precisa desse certificado. Quem for viajar, deve procurar a secretaria para verificar a solução que será tomada. Em caso de perda desse documento, as pessoas precisam comparecer aqui na secretaria, onde nossa equipe vai procurar nos arquivos a data de vacinação, caso não tenha disponibilizado no Conecte SUS. Um aviso, não percam esse documento, porque é muito importante, ainda mais quem precisa tomar a segunda dose", alertou.

Postar um comentário

0 Comentários