Prefeitura de Feira integra atuação de secretarias para atender acumuladores compulsivos

 

Atuação envolve as secretarias municipais de Serviços Públicos, Saúde e Desenvolvimento Social

A prática de acumular lixo e materiais inservíveis dentro de casa pode estar associada à desordens psicológicas, o que é chamado pelos especialistas como Síndrome de Diógenes. Para dar mais eficácia às intervenções, as secretarias municipais de Serviços Públicos, Saúde e Desenvolvimento Social vão atuar integradas, oferecendo um acompanhamento completo. 
 
Isso porque os acumuladores acabam  retornando à prática após a limpeza realizada pela Secretaria de Serviços Públicos. Com a integração das ações, ele terá um acompanhamento completo, tanto psicológico quanto social - o que vai reduzir as chances de reincidência
 
Antes o órgão atuava com somente com um núcleo voltado para o atendimento dessas demandas. Após denúncia da população, geralmente vizinhos incomodados com a sujeira que atrai pragas, os assistentes sociais visitam a residência em busca de um consenso com o morador, para iniciar a intervenção de limpeza.
 
“Esse trabalho em conjunto se torna fundamental, porque estamos lidando com questões psicológicas sérias. Esses cidadãos precisam desse acompanhamento, que vai além da limpeza. O nosso objetivo é promover uma melhor qualidade de vida para essas pessoas”, avalia o secretário de Serviços Públicos, Eli Ribeiro.
 
Segundo a coordenadora da Rede de Saúde Mental, Fernanda Botto, a integração vai facilitar o trabalho. 
 
“Fazer a ação em equipe vai nos dar força para realizar um trabalho com começo, meio e fim. Não restando brechas para recaídas e problemas com vizinhança. O encontro foi importante para a definição dos papéis de cada um dos órgãos”, afirma.


Postar um comentário

0 Comentários