Jovens comparecem em massa à vacinação contra a covid-19 nesta segunda-feira (23)

 

Sozinhos ou acompanhados de pais, responsáveis e amigos, na manhã desta segunda-feira (23), milhares de jovens compareceram em massa para se vacinarem com a primeira dose da vacina contra a covid-19, nas unidades de saúde de Feira de Santana.

Podem se vacinar hoje pessoas acima de 18 anos de idade ou que nasceram até o dia 31 de agosto de 2003, além de gestantes e puérperas (até 45 dias pós parto), a partir de 18 anos, também.

De acordo com a Secretaria de Saúde, na última sexta-feira (20), o município recebeu mais de 34 mil doses e por isso foi possível ampliar o público da vacinação.

Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

Na Unidade Básica de Saúde do bairro Caseb, uma grande quantidade de pessoas aguardava na fila desde as primeiras horas da manhã.

Morador do bairro Conceição I, Ênio Daniel Araújo, de 23 anos, considerou o atendimento no local rápido. “Em comparação com outros dias a fila está um pouco menor e conseguem vacinar com um tempo mais hábil.”

Segundo ele, demorou a se vacinar por conta do trabalho. “Devido messmo à correria, pois trabalho viajando, mas agora tive uma brecha e vim aproveitar a vacina.”

Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

A estudante de enfermagem Laila de Souza Vieira, que também aguardava a sua vez na UBS do Caseb, informou que estava muito feliz em poder completar essa etapa. “Estou feliz que a gente vai concluir essa etapa da covid. Muita expectativa pela vacina.”

Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

Já o estudante Eduardo Chalegre, de 19 anos, morador do Ponto Central, afirmou que estava ansioso pela vacina, devido ao medo de contaminar familiares em casa.

“Foram passando os grupos e a gente ficou na expectativa de não passar pra os mais velhos e levar a doença pra dentro de casa. É pior do que se contaminar infectar quem a gente ama”, destacou.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade | Posto da Uefs

No posto da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), foram disponibilizadas cinco mil doses e também lá desde a madrugada centenas de jovens e também pessoas mais velhas foram em busca da imunização.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

A artesã Karla Dayane Santana levou o filho de 18 anos. “A fila está rápida, a gente chegou muito cedo e teve gente que chegou antes das 7h. A expectativa é grande pra eles se vacinarem e terem uma segurança a mais. Na minha casa, somos quatro e só faltava ele. Graças a Deus que tem muitos aqui cumprindo o papel de se vacinar”, comemorou.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

A estudante Camille Maria Costa do Nascimento justificou que foi tomar a primeira dose após ser incentivada por uma amiga e também porque vai viajar.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

Desencontro

Jorge Edson Menezes Santos também levou a filha de 17 anos para se vacinar. Ela irá completar 18 anos esse ano. Mas, chegando à Uefs, foi informado que não seria possível. Somente aqueles que nasceram até 31 de agosto.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

Mas, de acordo com o pai da garota, a informação que circulou nas redes sociais e em outras mídias no final de semana é que poderiam se vacinar jovens nascidos até 2003 ou acima de 18 anos.

“Trouxe minha filha que ainda vai completar 18 anos esse ano, e a informação que eu obtive nas mídias e na rede social é que a prefeitura iria no dia de hoje iniciar a vacinação de jovens nascidos em 2003 ou que fizessem aniversário ainda esse ano. Chegando aqui, depois de muito esforço, em uma cidade que amanheceu hoje sem ônibus, sem transporte, tendo que se deslocar de outro lugar, cheguei aqui e me deparei, não só eu, mais muitos, de que não estão mais vacinando esse público que vai completar 18 anos ainda esse ano. Isso me frustra e também a minha filha, porque veio tomar a vacina e não vai poder”, alertou.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

Para ele, é preciso que a prefeitura preste informações mais precisas, para evitar esse tipo de desencontro com a população.

“A informação que me deram aqui é que é até 31 de agosto, mas a informação que circulou nas redes sociais era para aqueles que iriam completar 18 anos esse ano. Acredito que as informações precisam ser mais precisas, pra não deixar a população tomar chuva pra ir pra universidade e voltar sem a vacinação”, declarou.

O secretário de saúde de Feira de Santana, Marcelo Britto, esteve hoje pela manhã na unidade de vacinação da faculdade UniFTC e confirmou que somente aqueles que nasceram até o dia 31 de agosto de 2003 poderão receber a primeira dose contra a covid. “A partir de setembro são pessoas com 17 anos e temos que aguardar a liberação do Ministério da Saúde.”

Ainda segundo ele, na UniFTC, onde uma fila quilométrica se formou, a expectativa é que 7 mil pessoas sejam vacinadas nesta segunda-feira.

Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

“Nós estamos com a expectativa de aplicar mais de sete mil doses, isso significa dizer que serão mil doses por hora, que é a capacidade máxima de fazer. E a partir de hoje a tendência é de redução da primeira dose, porque já atingimos a faixa dos 18 anos”, completou o secretário.

Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários