Dois membros do Estado Islâmico-K foram mortos por ataque dos EUA, diz Pentágono

 

EUA correm contra o tempo para retirar cerca de 1,5 mil cidadãos do Afeganistão
EUA correm contra o tempo para retirar cerca de 1,5 mil cidadãos do Afeganistão / Sgt. Jillian G. Hix – 25.ago.2021/U.S. Army via AP

CNN Brasil - Os Estados Unidos informaram que dois membros de “alto escalão” do Estado Islâmico de Khorasan foram mortos e um ficou ferido após o ataque conduzido por drones na sexta-feira (27), definido como uma ação contraterrorista. Nenhum civil foi ferido ou morto.

As informações são do Pentágono, a sede do Departamento de Defesa americano, e foram repassadas em coletiva de imprensa neste sábado (28).

De acordo com o general William Taylor, um dos alvos era um facilitador do Estado Islâmico-K, enquanto o outro era um estrategista.

“O que eu posso confirmar é que dois membros do alto escalão do Estado Islâmico-K foram mortos, e um ficou ferido. Pelo o que sabemos, não houve morte de civis. Sem especificar detalhes de planos futuros, nós vamos continuar com nossa estratégia de nos defender e de conduzir o número necessários de operações contraterroristas”, afirmou Taylor.

No entanto, as ameaças ainda são “ativas e dinâmicas” e estão sendo acompanhadas “literalmente a cada momento”, informou John Kirby, o secretário de imprensa do Pentágono. “Não pensamos nem por um momento que o ataque nos deixa em uma posição mais tranquila”, acrescentou.

contra-ataque aéreo não tripulado ocorreu na província de Nangarhar e veio após uma explosão, conduzida pelo Estado Islâmico-K, que deixou mais de 170 mortos e centenas de feridos nos arredores do aeroporto de Cabul.

Treze membros do Exército americano foram mortos no ataque. Os corpos dos soldados estariam a caminho dos EUA, mas o governo não irá fornecer dados sobre quando eles chegarão ao país.

Questionados pelos jornalistas por mais detalhes sobre a operação e os alvos atingidos, o general e o secretário de imprensa disseram que os EUA não iriam fornecer informações de inteligência sobre o ocorrido.

Kirby também afirmou que o país possui “capacidade de conseguir dados úteis por conta própria” ao ser indagado sobre informações que poderiam vir do Talibã, que também rivaliza com o grupo terrorista.

EUA correm contra o tempo para retirar cerca de 1,5 mil cidadãos do Afeganistão
EUA correm contra o tempo para retirar cerca de 1,5 mil cidadãos do Afeganistão / Sgt. Jillian G. Hix – 25.ago.2021/U.S. Army via AP

Evacuação continua

O Pentágono também informou que cerca de 117 mil pessoas já foram evacuadas do Afeganistão até o momento. Segundo o general, a “grande maioria” dos evacuados são afegãos. Cerca de 5400 cidadãos americanos já deixaram o país pela operação atual.

Apesar do Pentágono afirmar que continuará com os voos de retirada de americanos e aliados afegãos, já existe um movimento para diminuir a quantidade de pessoas transportadas diariamente, disse John Kirby. Não foram concedidos mais detalhes sobre este ponto.

Nas últimas 24 horas, seis voos com 6800 evacuados deixaram Cabul. Cerca de 1400 pessoas que ainda estão no Aeroporto Internacional Hamid Karzai estão elegíveis para sair do país ainda neste sábado, afirmou Kirby.

Com o prazo final de concluir a saída completa do Afeganistão até o dia 31 de agosto, o secretário acrescentou que tanto cidadãos americanos quanto afegãos com vistos especiais ainda podem requerer o transporte do país.

Nos Estados Unidos, a capacidade estipulada para receber os refugiados é de 21 mil pessoas, mas com expectativa de ampliação para abrigar 50 mil refugiados até o dia 15 de setembro, disse o secretário.

*Com informações da CNN

Postar um comentário

0 Comentários