Atlas da Violência 2021 revela queda de homicídios e aumento de mortes violentas no Brasil

 

Polícia Militar atende ocorrência na região de Cotia, em São Paulo
Segundo o estudo, publicado nesta terça-feira (31), todos os estados apresentaram queda na taxa de homicídios, com exceção do Amazonas. Polícia Militar atende ocorrência na região de Cotia, em São Paulo. ESTADÃO CONTEÚDO

Atlas da Violência 2021, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, publicado nesta terça-feira (31), revela que a taxa de homicídios em todos os estados brasileiros apresentou queda, com exceção do Amazonas que, entre 2018 e 2019, apresentou aumento de 1,6%. Já o número de mortes violentas por causas indeterminadas cresceu nos dois últimos anos.

De acordo com o estudo, o Brasil registrou um crescimento de 35,2% no número de mortes violentas por causas indeterminadas entre 2018 e 2019. Os maiores aumentos foram registrados no Rio de Janeiro (232%), no Acre (185%) e em Rondônia (178% ).

No Brasil, o ano de 2018 registrou 57.956 homicídios – já em 2019 este número ficou em 45.503, o que representa uma queda de 21,5%. De 2014 a 2019, a queda na taxa de homicídios é ainda maior – 24,8%.

O estudo deste ano foi baseado em dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) a partir dos atestados de óbito – ambos sistemas são do Ministério da Saúde. Os dados mais recentes são de 2019.

O Atlas ressalta ainda que houve aumento dos registros nas Mortes Violentas por Causa Indeterminada (MVCI), que são mortes em que não foi possível identificar a motivação, este índice saltou de 12.310 para 16.648. Essas mortes, segundo o estudo, podem ter sido provocadas por agressões, suicídios, assassinatos ou acidentes, mas acabam entrando nas estatísticas como indefinidas e podem puxar os registros de homicídios para baixo.

Homicídios: veja a série histórica

Ceará apresenta maior redução na taxa de homicídios

O estado que apresentou a maior redução na taxa de homicídios, de 2018 para 2019, foi o Ceará (-51%). Seguido por Roraima (-46,2%) no mesmo período. E Rio de Janeiro, com redução de 45,3% de 2018 para 2019.

Mortes violentas: veja a série histórica

Rio de Janeiro tem maior aumento na taxa de mortes violentas

A taxa de Mortes Violentas por Causa Indeterminada (MVCI), de 2018 para 2019, também é alta no Ceará (80,3%). No entanto, o Rio de Janeiro é o estado com o maior índice – 237,2% dentro do mesmo período. Seguido pelo Acre, com 184,8%.

*Em atualização
Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários