Randolfe Rodrigues apresenta queixa-crime contra Bolsonaro por difamação

Vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP)Randolfe acusa o presidente de ter cometido crime de difamação ao divulgar vídeo contra o senador nas redes sociais. Vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Foto: Pedro França/Agência Senado. Publicado por Evandro Furoni


CNN Brasil - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi ao Supremo Tribunal Federal nesta terça-feira (20) apresentar uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sob acusação de difamação.

Randolfe acusa o presidente Bolsonaro de ter cometido crime de difamação quando divulgou um vídeo em suas redes sociais afirmando haver esforço do senador para a importação das vacinas Covaxin e Sputnik V.

Na postagem, o presidente diz que “só após ter os planos frustrados” é que Randolfe e os integrantes do G7 da CPI da Pandemia passaram a acusar governo de corrupção no caso da Covaxin. 

 

Randolfe diz que o presidente cometeu uma agressão ao utilizar o termo “negociou”, já que o parlamentar não participou das negociações das vacinas. Segundo o próprio Ministério da Saúde, a única pessoa que participou das negociações foi o Coronel Élcio Franco, então secretário-executivo do Ministério da Saúde. 

Na queixa-crime, Randolfe pede que, caso a liminar seja aceita, a postagem seja removida em até 12h com multa de R$ 10 mil em caso de descumprimento. Ele pede também uma retratação do presidente e indenização por prejuízos morais.

Postar um comentário

0 Comentários