Prefeitura fará nova licitação para reformar Escola Diva Matos Portela

 

Empresa escolhida para o serviço impôs uma condição ilegal para fazer a obra

A Prefeitura realizará uma nova licitação para escolha da empresa que irá reformar a Escola Municipal Diva Matos Portela, no bairro Jardim Cruzeiro. A empresa Pedra Construtora, escolhida anteriormente para o mesmo serviço, impôs uma condição ilegal para fazer a obra, resultando na rescisão do contrato.

Como condição, a empresa exigiu que a Prefeitura autorizasse um aditivo ao contrato no valor de 40%. O índice permitido, quando julgado necessário a partir dos critérios legais, é de até 25%.

Tão logo seja concluída a nova licitação, a obra será iniciada.

“Infelizmente, a empresa escolhida no processo anterior fez imposições inadequadas para o serviço público. Por outro lado, a licitação é sempre necessária e indispensável, conforme recomenda a legislação brasileira”, explica a secretária de Educação, professora Anaci Paim.

Como tivemos uma situação atípica em particular com a Escola Diva Matos Portela, ressalta a secretária, não há alternativa viável que não seja a nova licitação.


Postar um comentário

0 Comentários