Libertadores: Filho de técnico Arce morre e Conmebol muda data de Flu x Cerro

 Carro de Alexandro Javier Arce Añazco, 20, que morreu após um acidente automobilAlexandro Javier Arce Añazco, 20, morreu após um acidente automobilístico na cidade de Luque, no Paraguai, neste domingo. Foto: Carro de Alexandro Javier Arce Añazco, 20, que morreu após um acidente automobilístico na cidade de Luque, no Paraguai/Reprodução


A Conmebol adiou a partida entre Fluminense e Cerro Porteño-PAR, das oitavas de final da Libertadores de América, após a morte do filho do técnico do time paraguaio, o ex-jogador e ídolo do Palmeiras, 'Chiqui' Arce. Alexandro Javier Arce Añazco, 20, morreu após um acidente automobilístico na cidade de Luque, no Paraguai, neste domingo (18).

No Twitter, a Conmebol lamentou “a perda irreparável” e emitiu uma nota afirmando o adiamento da partida para 3 de agosto, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, às 19h15 (horário de Brasília).

“A Diretoria de Competições de Clubes informou que o Fluminense x Cerro Porteño, correspondente à Oitava Final (rodada) da Conmebol Libertadores foi adiado. A razão é a lamentável morte de Alexandro Javier Arce, filho de Francisco ´Chiqui ’Arce, treinador do Clube Cerro Porteño. Diante do evento doloroso e pela sensibilidade do momento, a Conmebol decidiu adiar o evento esportivo”, escreveu a Conmebol em nota.

Chiqui Arce é ex-jogador do Palmeiras e técnico do Cerro Porteño-PAR, rival do Fluminense na Libertadores. No primeiro jogo entre os times, a partida se encerrou em 2 a 0 para o Flu no Paraguai.

 O Palmeiras lamentou a morte em seu twitter:

"É com muito pesar que recebemos a notícia do falecimento de Alexandro Javier, filho do nosso ídolo Arce. Lamentamos profundamente e prestamos nossas condolências aos familiares e amigos neste momento de dor".

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários