É menor que 10% percentual de abandono de unidades do Minha Casa, Minha Vida

 

A secretária de Habitação considera que o volume de abandono das unidades está longe de ser considerado um absurdo

O medo da violência, desavenças entre vizinhos e inadimplência são os principais motivos que ocasionam o abandono de unidades do Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana, conforme explica a secretária de Habitação, Cíntia Machado. Ela destaca que, mesmo assim, o percentual de abandono é de apenas cerca de 7% das 19.200 unidades existentes atualmente no Município, ou sejam, 1.420.

Cíntia Machado acrescenta que algumas pessoas também se arrependem da mudança, alegando que foram morar muito distantes de familiares e os que tentam ludibriar o programa alugando ou vendendo os imóveis.

“Quando fica provado que o beneficiado está alugando ou vendendo a unidade, a Prefeitura imediatamente comunica à Caixa Econômica Federal, pois o contrato foi assinado com ela e é somente quem pode adotar providências para retomar o imóvel”, explica. 

A secretária de Habitação considera que o volume de abandono das unidades está longe de ser considerado um absurdo, ou decorrente de qualquer falha na distribuição, tendo em vista os vários motivos para que isso ocorra

“A secretaria descobriu cinco motivos. O mais lamentável é que ainda há pessoas sem condições de pagar e que a violência impeça outras de realizar o sonho da casa própria”, salientou.        



Postar um comentário

0 Comentários