Último dia de vacinação para grupos prioritários tem fila, chuva e muitas reclamações da população

 

Foto: Paulo José/Acorda Cidade | Último dia de vacinação por grupos prioritários

Neste terça-feira (15), último dia para vacinação com a primeira dose contra a covid-19 de grupos prioritários, e também vacinação para pessoas nascidas a partir de 1967, grávidas e puérperas, logo nas primeiras horas da manhã, uma longa fila se formou na Escola Valdemira Alves de Brito, na Rua Vespaziano, bairro Sítio Matias, e a população estava manifestando grande insatisfação sobre a estrutura do local.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

A partir de amanhã, a vacinação no município de Feira de Santana será por idade e muitas pessoas foram hoje ao posto de vacinação para tentar garantir uma dose. O imunizante que será aplicado hoje será da Pfizer.

Paulo Vitório, que é morador do bairro Parque Ipê, chegou cedo à Escola Valdemira Alves de Brito. Ele reclamou que a rua é estreita, passa carro de um lado e do outro e não havia ninguém para dar algum tipo de orientação.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Infelizmente eu tive que vir porque só tem um local de vacinação. Gostaria de falar com o prefeito e secretário de saúde que estamos no tempo de inverno e deveriam ter o bom senso da secretaria de saúde abrir mais cedo para começar a vacinar 6h. Para a fila ficar bem menor. Com certeza tem funcionário suficiente e dava pra secretaria pagar um extra”, opinou.

Paulo relatou ainda que rodou muito para achar a escola e conseguiu através do GPS.

A comerciante Normélia Souza disse que chegou ao posto de vacinação cedo. Ela estava esperançosa acreditando que mesmo com a longa fila não deverá demorar muito.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Começa a vacinar 8h. Eu acredito que umas 9h30 chega a minha vez”, comentou.

Além da falta de estrutura do local, Feira de Santana amanheceu chovendo e fazendo frio. Muitas pessoas foram prevenidas para esperar na fila.

Foi o caso da dona de casa Marisa Oliveira. Ela relatou que estava aguardando pela vacina há um bom tempo e hoje foi em busca de garantir a sua dose.

“Saí de casa já estava chovendo, mas eu vim preparada. Trouxe o guarda-chuva”, acrescentou.

Robinson Miranda, morador do bairro Conceição I, também saiu cedo de casa, ainda na madrugada, com destino ao Sítio Matias. Ele estava revoltado com as condições do local.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“É um absurdo. Estou aqui desde as 4h30 da manhã e já tinha muita gente aguardando. Não tem guarda de trânsito, não tem banheiro químico, cobertura. Prefeito, cadê você? Venha para a chuva também”, pontuou.

O morador do bairro Cidade Nova Jociel Soares de Brito também reclamou do local de vacinação. Para ele, deveria ter direcionado as pessoas para um local maior como o Centro Social Urbano (CSU) ou o Batalhão da Polícia Militar (PM).

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Uma estrutura péssima. Colocaram em uma rua dessa estreita, sem condições de receber a população de Feira de Santana”, declarou.

Com as chuva, as pessoas estavam se aglomerando e compartilhando guardas-chuvas para se proteger do tempo. Algumas delas reclamaram também que a informação sobre o local de vacinação ocorreu quase em cima da hora, no fim da tarde de ontem.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários