Comércio de Feira de Santana está autorizado a funcionar na próxima sexta, feriado de 2 de julho

 


Acorda Cidade - O comércio de Feira de Santana está autorizado pelos sindicatos que representam patrões e empregados, a funcionar na próxima sexta-feira (2), feriado estadual da Independência da Bahia. A abertura das lojas será opcional, conforme o Acordo Coletivo. Vale salientar que a prefeitura não interfere no acordo feito pelas entidades.

 

De acordo com Marco Silva, do Sindicato do Comércio de Feira de Santana (Sicomfs), a permissão de abertura das lojas está disciplinada na 50ª cláusula da Convenção Coletiva, que já estabelece as regras para o funcionamento.

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

“O governador, tendo em vista que este é um feriado estadual, não cancelou o feriado, e também não fez nenhuma alteração que invalide a convenção coletiva. Então de forma pacífica e tranquila, entendemos que na sexta, quem quiser funcionar no comércio está autorizado de acordo com as regras. E os principais shoppings da cidade já confirmaram que funcionarão no dia 2 de julho”, confirmou Marco Silva.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Antônio Cedraz, acrescentou que os proprietários de lojas que optarem por abrir terão que pagar R$ 65 reais para cada funcionário que trabalhar, em empresas com até 20 funcionários, e o valor de R$ 70, em empresas com mais de 20 funcionários, além do vale-transporte do dia.

Para os supermercados, o valor será de R$ 74,88 e o pagamento poderá ser feito até o sexto dia útil após o feriado.

De acordo com o prefeito Colbert Martins, um novo decreto com medidas de restrição deve ser publicado até amanhã (1). Segundo ele, o comércio deve funcionar porque existe um acordo entre os sindicatos, e no final de semana vai continuar a restrição de locomoção a partir das 22h, seguindo o decreto do governo do estado. Na sexta a venda de bebidas alcoólicas será proibida, e estabelecimentos comerciais como bares e restaurantes devem funcionar até as 21h30.

Postar um comentário

0 Comentários