Com 1.454 óbitos nas últimas 24 h, Brasil passa de 470 mil mortes pela Covid-19

 Cemitério em Manaus durante pandemia da Covid-19Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus, durante pandemia da Covid-19. Foto: Aguilar Abecassis/Photopress/Estadão Conteúdo (5.mar.2021)


CNN Brasil - O Brasil registrou nesta sexta-feira (4) 1.454 mortes e 37.936 novos casos de Covid-19, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), referentes às últimas 24 horas.

 

Com a atualização dos dados, o país passa a ter 470.842 mortes e 16.841.408 infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, em março de 2020. 

No ranking mundial, o Brasil ocupa a segunda colocação em número de mortes, atrás apenas dos EUA, e o país é a terceira nação com maior número de infectados, atrás dos EUA e da Índia, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. 

São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia ainda são os estados brasileiros mais afetados pela pandemia; todos têm mais de 1 milhão de contaminados pela doença. 

Em número de mortes, São Paulo lidera com 113 mil óbitos, seguido pelo estado do Rio de Janeiro, que já soma 51 mil vidas perdidas desde o início da pandemia. 

Análise de novas vacinas para o Brasil

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analisa nesta sexta-feira (4), em reunião pública extraordinária, os pedidos de autorização excepcional e temporária para importação e distribuição das vacinas Covaxin, da Índia, e Sputnik V, da Rússia.

As duas vacinas já tiveram a importação negada anteriormente pela Anvisa, que alegou falta de informações que garantissem sua segurança. 

CNN apurou que, agora, com o recebimento de novos documentos, a tendência é que a agência aprove a compra dos imunizantes, mas com restrições ao uso.

Postar um comentário

0 Comentários