Parentes e amigos de irmãos mortos no conjunto Viveiros fazem protesto por mais segurança no local

 


Amigos e familiares dos irmãos mortos a tiros na noite de ontem (14), no Conjunto Viveiros, realizaram uma manifestação no final da tarde deste sábado (15). Eles pediram mais segurança para os moradores do local. O protesto foi realizado na Avenida Eduardo Fróes da Mota, na entrada do conjunto.

00:09/00:59

Os manifestantes se agruparam na via segurando cartazes e queimaram de galhos de árvores e outros materiais na via. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e a manifestação foi encerrada por volta das 19h.

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

Os irmãos Geovani Brito de Jesus, 22 anos, que era conhecido como Tico, e Josevan Brito de Jesus, 20 anos, foram assassinados por volta das 21h em um campo de futebol localizado na Via Pedestre D, nos fundos do Sítio Canaã, no Viveiros.

De acordo com a polícia, até o momento a autoria do crime é desconhecida. O delegado Luis Osório Nobre efetuou os levantamentos cadavéricos das vítimas, juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e policiais civis. Os corpos foram encaminhados para o órgão.

De acordo com uma irmã das vítimas, os jovens não tinham envolvimento com o tráfico de drogas. Apesar disso, ela crê que as mortes têm relação com a briga entre facções criminosas do conjunto.

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

Segundo ela, os irmãos tinham terminando de jogar uma partida de futebol com amigos e ao final foram para a casa de um primo. Chegando no local, deram falta de uma bomba de encher bola e após receberem uma ligação do dono do material retornaram para o campo para busca-la. Quando chegaram ao campo de futebol foram assassinados. Os amigos estranharam a demora e saíram ao encontro deles, até que viram os corpos caídos ao chão.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários