Por chamada de vídeo, técnicos da Prefeitura mantêm trabalho social com moradores do Minha Casa

 

Programa de Convivência Social e Cidadania atende 5 mil famílias

Em frente à tela do computador ou do celular, moradores dos residenciais do Minha Casa, Minha Vida mantêm contato com a equipe do Programa de Convivência Social e Cidadania. As chamadas de vídeo foram a alternativa encontrada para continuar o trabalho de fortalecimento de vínculos, no atual momento de pandemia.

O intuito é possibilitar que os moradores tenham uma convivência harmonia. É feito um trabalho de orientação, de acesso às políticas públicas, bem como promove atividades para geração de emprego e renda, através de cursos ofertados pelo SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

“Muitas vezes a pessoa recebe o imóvel e não tem ideia de como é conviver em condomínio, apartamento. O nosso papel é facilitar essa convivência entre os moradores”, afirma o coordenador do programa, Antônio Soares.

Atualmente dois coordenadores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) e 20 técnicos atuam nos empreendimentos Solar da Princesa III, Solar da Princesa IV, Solar da Princesa Aeroporto, Alto do Rosário e Campo Belo. “Quando é preciso visitar um residencial são obedecidos todos os protocolos de segurança para evitar a disseminação da Covid-19”, ressalta.

As atividades são realizadas de forma on-line através de grupos de moradores no WhatsApp, com envio de vídeos, além de um serviço de plantão para receber as demandas da comunidade. A expectativa é que com o fim da pandemia da Covid-19, as ações sejam estendidas para outros residenciais do Minha Casa, Minha Vida, em Feira de Santana.



Postar um comentário

0 Comentários