Em 100 dias de gestão, Colbert afirma que o foco é não deixar que ninguém tire vacinas de Feira

 


Acorda Cidade - O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins da Silva avaliou seus 100 dias de gestão durante participação do quadro Sala do Povo do programa Acorda Cidade na manhã desta quarta-feira (14) e comentou sobre os erros, acertos, os principais desafios e as obras que estão em andamento na cidade.

Ele relatou que chegou à prefeitura de Feira de Santana em 11 de abril de 2018, quando assumiu o mandato iniciado pelo ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho e neste ano está no seu próprio mandato, em uma nova etapa, dando continuidade ao trabalho e também com novas ações.

“Desde o início do ano há uma epidemia muito forte em Feira de Santana e dia 28 de janeiro houve a chegada das primeiras doses de vacinas no Brasil e em Feira de Satana. Nesse período o principal objetivo foi salvar vidas. Estamos ampliando a grande forma de acabar com a covid que é a vacina. Nós fizemos durante todo esse período o máximo para dar uma força à vacinação que ainda precisa avançar ainda mais”, afirmou.

Colbert comentou também que a vacinação em Feira de Santana, veio com muitos pontos positivos, dificuldades e adaptações. Ele listou algumas falhas, como o drive thru de vacinação que contemplou pessoas que não eram para ser vacinadas, a vacinação de estudantes de uma faculdade particular e disse que a prefeitura vem corrigindo todas as brechas e falhas para que a vacinação seja para todas as efetivas determinações do Programa Nacional de Vacinação

“Houve uma pressão grande de todas as pessoas, naquele início da vacina. Fizemos coisas que não poderíamos fazer pelas pressões daquele momento. Acabamos vacinando pessoas que não estavam na programação. Mas, vejo que na distribuição das vacinas por todas as unidades foi um acerto grande. Agradeço a Edval Gomes, enfermeiras e técnicos. Participei diretamente e passei a despachar diretamente da secretaria de saúde todos os dias. Decidimos fazer a vacinação em todas as nossas unidades de saúde, 103 unidades na zona urbana e rural, o que se mostra acertada a decisão. Estamos trabalhando em todas as nossas ações, na zona urbana e rural. A descentralização se mostrou muito eficaz e agora estamos seguindo, ampliando cada vez mais essas ações que dizem respeito a vacinação e repito, em todos os bairros da cidade e na zona rural”, declarou.

Não deixar que nenhuma dose de vacina seja retirada

Enfático no assunto vacina, o prefeito afirmou que a sua maior missão nesse momento de combate à pandemia da covid-19 é não deixar que nenhuma dose de vacina seja retirada de Feira de Santana. Ele relembrou os dois momentos em que a cidade correu o risco de ficar sem receber vacinas por não ter atingido a meta de vacinação determinada pela Comissão Intergestora Bipartite (CIB) e também quando o secretário estadual de saúde, Fábio Villas Boas, distribuiu 40 mil doses de vacinas apenas para Salvador, por alegar dificuldades de logística para enviar as vacinas para outros municípios. Colbert salientou que não há nenhum tipo de politização relacionada a essa questão, mas que o seu maior objetivo é garantir vacinas para Feira de Santana.

“Travei uma disputa forte para não perder vacinas e em determinado momento o governo do estado se arvorou em querer retirar vacinas de Feira de Santana. Enfrentamos isso, fui à justiça para garantir a vacina. Está na exigência de 85% da meta de vacinação, mas não têm vacinas no estado e para que essa exigência? E retirar vacinas de quem mais precisa. Não deve retirar daqueles que não conseguiram atingir os níveis mínimos. Fomos para cima e nesse momento o maior objetivo é ter vacina para todos. Nos insurgimos contra isso”, comentou.

Colbert informou ainda que esta semana ainda não chegaram vacinas para a cidade e está para chegar um lote de 500 mil doses para todo o estado. Segundo ele, Feira está aplicando apenas vacinas e segunda dose.

Ele salientou durante a entrevista ao Acorda Cidade que conversou com o ministro da cidadania João Roma e que esta semana vai ter uma conversa com o ministro da saúde Marcelo Queiroga, para justamente apresentar para ele e também para a Comissão Intergestora Bipartite (CIB), situações relacionadas a vacina.

Demais ações e obras realizadas

Além de apresentar todo empenho no âmbito da vacinação, Colbert relatou que o balanço dos 100 dias de gestão conta ainda com o avanço das obras do Complexo Educacional no antigo Feira Tênis Clube (FTC), as obras do Projeto Novo Centro, a entrega da Avenida da Adelba no bairro Papagaio e também a mudança do sistema de iluminação pública que contará com a iluminação de LED e manutenção preventiva inteligente. O prefeito destacou também a reforma de escolas e o retorno das atividades escolares no município desde o último dia 28 de março.

Postar um comentário

0 Comentários