Colbert diz que vai solicitar a Bolsonaro mais vacinas e ampliação das ações de segurança para Feira de Santana

 


O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins da Silva, esteve na manhã deste sábado (23), no drive de vacinação da UniFTC para os trabalhadores da saúde e conversou com a reportagem do Acorda Cidade. Ele frisou que também inicia hoje a vacinação dos idosos a partir de 60 anos e que a secretaria municipal de saúde está tendo todo o cuidado par separar por locais a aplicação das doses de vacinas Coronavac e Oxford, de modo a evitar qualquer tipo de cruzamento.

Colbert comentou ainda que o município recebeu apenas 2.610 doses de vacinas para primeira dose e que este quantitativo é muito pouco. O prefeito declarou que vai aproveitar a visita do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da infraestrutura Tarcísio Gomes na próxima segunda-feira (26) no trecho de duplicação BR-101 em Conceição do Jacuípe, para solicitar mais doses de vacinas para Feira, bem como mais ações voltadas para a segurança pública.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“É Importante Feira, como a segunda maior cidade do estado, ter um quantitativo de vacinas maior. Nós estamos prontos para comprar. Estou na fila em Brasília, junto com a frente de prefeitos, mas de qualquer forma, enquanto isso, é necessário que tenhamos mais vacinas. Vou estar com o ministro Tarcísio Gomes e  também vou voltar a falar na questão do contorno de Feira de Santana que além de começar o contorno oeste, que é a parte do Sobradinho até a antiga Pousada da Feira que já está no contrato e esse contrato que vai até Serrinha, portanto apressar esse trabalho, e também sobre a parte leste que é a parte que vem do Cajueiro até a Cidade Nova. Ainda não está com dinheiro suficiente. Espero conversar com ele para que esses dois temas sejam prioritários e quero falar com o presidente sobre violência, essa lista de que Feira está na 9ª cidade mais violenta do mundo”, declarou.

Para o prefeito, é preciso que o governo federal tenha um olhar mais focado e mais aberto sobre essa questão da violência. Que possa ampliar as ações policiais e fazer intervenções necessárias de monitoramento e controle. Ele destacou também a necessidade do município ter uma Delegacia da Polícia Federal.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários