Aulas de inglês proporcionam mais oportunidades aos estudantes

 

Aula inaugural marcou o início das atividades

A partir desta quinta-feira, 22, mais de 5 mil estudantes do 5º ano da Rede Municipal de Educação passarão a ter aulas de inglês. A atividade começa a ser oferecida no contraturno das aulas convencionais. Hoje, 19, os alunos e professores participaram da aula inaugural com a presença do prefeito Colbert Martins e da secretária de Educação, professora Anaci Paim.

O chefe do Executivo deu as boas vindas a todos os estudantes e professores contratados para a nova iniciativa. Aprender inglês é algo extremamente importante e necessário, orientou o prefeito durante o encontro.

“Este é um passo para ampliar o acesso dos estudantes a um mundo com mais oportunidades. Significa que eles têm muito mais facilidade para ler, aprender e acessar a internet, por exemplo, uma vez que a maior parte das informações disponíveis está publicada em inglês”, observou Colbert Martins.

Antes, privilégio apenas para estudantes da rede privada, o curso de inglês na 5ª série abre oportunidades para as crianças menores, uma vez que normalmente a oferta da disciplina é apenas no Ensino Fundamental Anos Finais. A proposta da Prefeitura é ampliando o acesso das crianças nas séries anteriores e fases aprendentes, lembra a secretária de Educação, professora Anaci Paim.

Essa iniciativa integra nossa política de inclusão, atesta a professora, destacando que o curso de inglês “representa uma relevância social muito grande, pois proporciona aos alunos a chance de construir uma cada vez mais cedo uma desenvoltura para os próximos anos de amadurecimento na língua e de oportunidades no mercado de trabalho”, ressalta.

MATERIAL DIDÁTICO

A oferta do conteúdo em inglês segue as orientações da Secretaria Municipal de Educação e estão em consonância com a Base Nacional Comum Curricular, BNCC, estabelecidas pelo Ministério da Educação. Os estudantes terão aulas não presenciais – atividades com atuação direta do professor e outras, que serão intermediadas pela tecnologia.

Os alunos também contarão com a oferta de conteúdo através de uma plataforma digital e o apoio de material didático que será entregue de forma gratuita. As aulas serão iniciadas na quinta-feira, 22, e seguem até 31 de dezembro.

As aulas serão oferecidas pelo Centro de Educação Tecnológica do Estado da Bahia, CETEB, habilitada pelo resultado do processo licitatório na modalidade de pregão eletrônico. Durante o evento, o professor Claudenir Machado, diretor da instituição, disse que, além do curso, o Centro se compromete em buscar parcerias para oferecer “as melhores oportunidades às crianças”.

Também participaram do encontro a professora Andreia Castiglioni, do Departamento de Ensino da Seduc; a professora doutora Érica Coutrim, consultora do CETEB; e Pedro Ribeiro, consultor da Editora Richmond, que fornece o material didático para os cursos.



Postar um comentário

0 Comentários