Subtenente da reserva é preso acusado de homicídio em Feira de Santana

 

Segundo apuração das investigações, o motivo do crime teria acontecido por ambição de valores que a vítima possuía

Uma operação realizada entre a Polícia Civil e Militar, prendeu na tarde de ontem (3), um subtenente da Polícia Militar da reserva, acusado de ter praticado um homicídio no distrito de Humildes no dia 24 de junho do ano passado. A vítima, Humberto Augusto Oliveira Santos, foi atingida por disparos de arma de fogo, .40 na localidade Boa Vista.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana (DH), explicou que as investigações apontam o policial militar da reserva como um dos autores do crime.

"Desde o início da semana estão sendo realizadas diligências no sentido de dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva decretado em desfavor desse policial militar da reserva ao qual foi apontado, segundo investigações no inquérito policial, como um dos autores desse crime. Foi também indiciado um segundo indivíduo que também é contumaz na prática de homicídios aqui na cidade de Feira de Santana e encontra-se preso preventivamente no presídio por já ter sido preso em razão de um mandado de outro homicídio também aqui na cidade e hoje foi dado cumprimento a esses dois mandados e a polícia vai concluir as investigações e o encaminhamento do processo para a justiça", explicou.

Segundo apuração das investigações, o motivo do crime teria acontecido por ambição de valores que a vítima possuía.

"A vítima teria alguma importância em valores, isso foi apurado até então, mas as investigações não estão findas, vamos verificar agora com os interrogatórios dos investigados e a coleta das provas, inclusive das armas que foram apreendidas e que serão periciadas para verificar se realmente existe a materialidade e comprovações de que a arma apreendida em poder do policial, foi a arma utilizada no crime. Existe a coincidência do calibre e com a conclusão do inquérito, a gente vai fechar com a motivação e assim dar fim ao inquérito, encaminhando para a justiça, para que ele vá a júri, respondendo pelo crime que cometeu. A vítima tinha sido sequestrada aqui em Feira de Santana e o corpo só foi localizado no distrito de Humildes", disse o delegado.

A prisão preventiva estava decretada desde o dia 25 de fevereiro, mas de acordo com o titular da DH, as investigações seguiam de forma sigilosa para que as informações não vazassem.

"A prisão foi decretada desde o dia 25 quando nós recebemos esse mandado, nós estávamos diligenciando no sentido de localizá-lo e não demos anteriormente o cumprimento do mandado do outro indivíduo que se encontra em custódia par que não vazasse as informações de uma operação conjunta com a Polícia Civil e Polícia Militar, mas na tarde de ontem, foi dado esse cumprimento quando localizamos", disse.

Segundo o delegado Rodolfo Faro, a arma encontrada em poder do policial militar da reserva, encontra-se registrada e o subtenente será conduzido para o Batalhão de Choque em Lauro de Freitas.

"A arma que foi apreendida em poder do policial militar é de fato registrada, não existe nenhum impedimento com relação ao porte da mesma, mas como existe a coincidência do calibre da arma utilizada para ceifar a vítima do Humberto, essa arma será encaminhada para a perícia para realização da microcomparação balística. Por se tratar de um policial militar, mesmo que seja da reserva, ele vai ser recambiado para o Batalhão de Choque em Lauro de Freitas. Já foi dado conhecimento ao corregedor-geral da Polícia Militar para que faça a recepção e os informes necessários ao cumprimento que informe a juíza para que ela também tenha conhecimento que o mandado foi cumprido", concluiu.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários