Prefeitura busca solução para feirantes da Praça Bernadino Bahia

 


Equipes da Secretaria de Desenvolvimento de Turismo, Trabalho e Desenvolvimento Econômico (Sedttec), Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev), da Soma e da empresa BSM (responsável pelo projeto de revitalização do centro comercial de Feira de Santana), visitaram, nesta segunda-feira (1), a Feira Verde, espaço de venda de frutas e verduras no entorno da praça Bernardino Bahia.

O objetivo é fazer a relocação de ambulantes que têm barracas fora do espaço. O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Joedilson Freitas, afirmou que a visita foi proveitosa e que deverá ser feito um cronograma de ações.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“A empresa está trabalhando no projeto Novo Centro e aqui a praça também faz parte desse processo. Com os vendedores que estão aqui já fizemos um alinhamento e na próxima quarta-feira eles já vão fazer umas reuniões para que possam se reorganizar dentro desse espaço e que a gente possa fazer com que aquelas pessoas que estejam aqui de forma excedente, possam ir para outras feiras aqui mesmo no nosso município, porque a intenção do governo é fazer com que todos possam trabalhar dignamente”, informou Joedilson Freitas.

Ainda segundo ele, a prioridade será colocar as pessoas mais antigas no espaço. “As pessoas mais recentes têm a opção, caso esse espaço não venha comportar a todos, eles fazerem a opção para mais próximo da sua residência. Então as feiras livres que existem em nosso município a pessoa fará a escolha e aí indo ao departamento lá do centro de abastecimento, procurando o diretor, ele fará os encaminhamentos para que a pessoa possa ter seu estabelecimento reestruturado em outra unidade aqui em Feira de Santana. Essa também pode ser uma opção para quem está na Marechal em outros pontos da cidade, já que também tem muitas pessoas vendendo verduras de forma móvel, aqueles chamados carros de mão. O princípio é fazer com que as pessoas venham a trabalhar nas feiras que já existem em nosso município”, destacou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
 

O ambulante David Apolinário, que participou da reunião, disse que ainda não foi decidida uma data para eles deixarem a área.

“Não tem previsão de a gente sair. Tivemos uma conversa com o secretário Moacir Lima, a convite da gente, ele visitou o local e entrou em um acordo com a gente para ver o que fica melhor para os dois lados, e acordamos ficar no local da Feira Verde, onde vai ser feita uma limpeza e todos serão realocados para dentro da feira.”

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
 

Ele afirmou ainda que, no primeiro cadastro, foram colocadas 99 pessoas dentro da Feira Verde, e hoje são cerca de 150 a 180 pessoas. “Mas como já foi conversado, vamos ver uma forma de colocar todo mundo. Quem não puder ser realocado para a Feira Verde vai ser para o Centro de Abastecimento e a feira do Tomba, da Estação e da Cidade Nova.”

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários