Campanha educativa alerta para cuidados no descarte de objetos cortantes

Medidas podem evitar acidentes com coletores de lixo (imagem; googleimagem)


Ferimentos causados por objetos cortantes e perfurantes em lixo doméstico são uma realidade na rotina dos coletores de lixo em Feira de Santana. Somente este ano, 12 acidentes de trabalho deste tipo foram reportados à Sustentare Saneamento - que presta serviços de limpeza pública à Prefeitura de Feira. Outros 63 ano passado. Por esta razão, uma campanha educativa e de alerta para o descarte seguro destes materiais inicia nesta quarta-feira, 24.

 

Varredores, agentes de limpeza e orientadores ambientais vão ser agentes multiplicadores, indo às casas e condomínios para orientar sobre a forma adequada para o descarte de objetos cortantes. A ação conta com panfletagem e acontece em diversos pontos da cidade com programação contínua. 

Segundo a analista de responsabilidade social e idealizadora da campanha, Ana Paula Cabral, a principal preocupação é reduzir os riscos no ambiente de trabalho destes profissionais. 

"Queremos reduzir os riscos, trazendo mais segurança aos nossos colaboradores. São acidentes evitáveis, portanto a expectativa é de que reduzam os índices e para isso contamos com a colaboração da população", pontuou. 

Além do machucado, o objeto pode ser contaminante e pôr em risco a vida destes profissionais. Para evitar os acidentes, eles são equipados com luvas, botas e demais equipamentos de proteção individual. 

“Pedimos que as pessoas com algum tipo de doença contagiosa sinalizem no lixo. O objetivo é não trazer perigo à saúde dos garis”, explica João Marcelo Gomes, diretor de Limpeza Pública.

Como descartar

Seringas, agulhas, lâminas, pregos e demais objetos pontiagudos devem ser descartados em garrafas pet fechadas ou recipientes rígidos resistentes à perfuração.

Outra orientação é para cacos de vidro, que devem ser embrulhados em papéis ou jornal, se possível com identificação.

Postar um comentário

0 Comentários