Atirador mata policial e 9 civis em ataque a mercado do Colorado, nos EUA

 Tiroteio no ColoradoFoto: CNN


CNN Brasil - Dez pessoas, incluindo um policial, foram mortas na segunda-feira (22) depois que um homem armado abriu fogo em um supermercado na cidade de Boulder, no Colorado.

O caso aconteceu em uma loja da rede King Soopers, em um shopping center com um centro comercial de dois andares anexo. Forças policiais de Boulder, de Broomfield (cidade vizinha), a Swat e até o FBI foram até o local para atender o caso.

Um suspeito está sob custódia, disse a chefe da polícia de Boulder, Maris Herold, mas as autoridades não divulgaram nenhuma informação sobre sua identidade, tipo de arma usada ou qualquer possível motivo.

"Trabalharemos contra o relógio para conseguir essas informações", disse ela, acrescentando que uma investigação tão complexa levará pelo menos cinco dias para ser concluída.

Volume 50%
 

Entre os mortos está Eric Talley, de 51 anos, membro da polícia de Boulder desde 2000, que foi o primeiro a chegar ao supermercado para atender o caso.

Talley tinha sete filhos e estava procurando um emprego menos perigoso, de acordo com seu pai.

Um homem visto ensanguentado e mancando ao ser levado pela polícia algemado foi preso sob suspeita de ser o responsável pelas mortes. Ele não foi identificado publicamente pelas autoridades.

De acordo com a imprensa local, ele teria dito para a polícia que agiu sozinho e estava armado com um fuzil.

Um porta-voz da rede de supermercados chamou o ocorrido de “ação violenta insensível” e disse que a empresa colabora com a polícia para revelar os motivos do ataque.

Pelo menos uma pessoa foi transportada para o Boulder Community Health, disse o porta-voz Rich Sheehan à CNN, mas o estado de saúde dela não foi informado.

Tiroteio no Colorado
Foto: CNN

Linha do tempo

Às 17h49, no horário de Brasília, a polícia de Boulder fez o seguinte tuíte: "Atirador ativo no King Soopers em Table Mesa. EVITE A ÁREA."

Cerca de duas horas depois, uma nova mensagem pedia às pessoas para ficarem em casa enquanto os agentes investigavam denúncias de um “indivíduo armado e perigoso” em outra região da cidade. Essa denúncia, porém, não estava relacionada ao tiroteio, de acordo com a polícia de Boulder.

Policiais e bombeiros foram vistos no teto da loja. Outras dezenas de viaturas ficaram no estacionamento do local até a situação estar sob controle.

Dois jovens afirmaram que estavam na loja quando ouviram os primeiros tiros. O homem disse a KMGH que ouviu um tiro e, alguns segundos depois, vários outros estrondos.

"Eu corri imediatamente até ela e saímos daqui e abrimos a porta de emergência", disse um deles. Ele disse que voltou para ficar perto de uma porta de saída de emergência e ajudar as pessoas a sair e que não viu o atirador.

O governador do Colorado, Jared Polis, se pronunciou por meio do Twitter: 

“Meu coração está partido enquanto observamos este evento indescritível se desenrolar em nossa comunidade de Boulder. Estamos disponibilizando todos os recursos de segurança pública para auxiliar o Departamento do Xerife do Condado de Boulder”, escreveu Polis.

Com informações da CNN Internacional e da Reuters

(*Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti)

Postar um comentário

0 Comentários