Monumento do vaqueiro pronto para ser instalado

 

A peça será instalada na rua Olímpio Vital, substituindo o antigo monumento que se desgastou com o tempo

O aço contorcido moldado pelas ferramentas do arquiteto Danilo Freitas deu forma a escultura do vaqueiro montado a cavalo que, ao ser observado em diferentes ângulos, mostra estar em movimento. A peça será instalada na rua Olímpio Vital, substituindo o antigo monumento que se desgastou com o tempo.

Vencedor do prêmio Cultura de Arte Popular, Danilo levou quase trinta dias para construir a escultura que tem dois metros de altura por três e meio de comprimento. Estima-se que pesa cerca de 500 kg. A montagem da obra começou pelos membros do cavalo, dando sustentação para seguir com a montagem dos arreios e por último, o vaqueiro.

 

Segundo ele, a peça foi feita em aço patinável, conhecido como corten, que contém elementos anticorrosivos e de alta duração. “Este material desenvolve naturalmente a pátina protetora, uma espécie de ferrugem que proporciona maior durabilidade à peça. Além disso, foram utilizados telha de zincalume (é utilizada para serviços de alta resistência à corrosão atmosférica) e chapa fina".

 

Na construção do monumento e para alcançar o tamanho desejado, Danilo utilizou algumas técnicas para calcular a proporção e ferramentas feitas por ele mesmo para moldar o ferro. Além disso, contou com o auxílio de dois ajudantes. "Algumas peças com menos mobilidade levamos a um serralheiro para adaptá-las", acrescenta.

 

O arquiteto feirense conta que imaginou o vaqueiro em alta performance. Daí a ideia em participar do concurso. O protótipo foi feito em latão e chapas de latão, utilizando trena, martelo, alicate e cortador de chapa. "Entre quatro participantes, eu fui selecionado”, comenta. A miniatura será doada pelo artista ao Parque do Saber.

 

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) é a idealizadora do prêmio de Cultura e Arte e responsável pela escultura, que deverá ser fixada na avenida Olímpio Vital em comum acordo com as obras do projeto Novo Centro.

Danilo ganhou no concurso R$ 15 mil. Ele é formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2013. Sua primeira introdução com artes plásticas foi no CUCA com um projeto de arte contemporânea e a partir daí não parou mais, esteve sempre ligado a projetos que utilizam materiais sustentáveis ou menos invasivo a natureza, dando forma através do seu estúdio D'ideia Arquitetura e Design de Móveis.


Postar um comentário

0 Comentários