Após motor explodir no ar, Boeing recomenda suspensão de alguns voos com 777

 


Da CNN* - A Boeing recomendou que seja suspenso o uso de jatos 777 com o mesmo tipo de motor que explodiu no ar e lançou destroços sobre Denver, nos Estaos Unidos, no fim de semana. No incidente, a turbina de uma aeronave da United Airlines pegou fogo e assustou passageiros em voo entre Denver e Honolulu no último sábado (20).

De acordo com os dados de registro mais recentes, as únicas companhias aéreas que operam com os motores afetados estão nos Estados Unidos, Japão e Coréia do Sul. A United é a única operadora dos EUA com esse tipo de motor em sua frota.

O Ministério dos Transportes do Japão disse que ordenou às companhias aéreas domésticas do país que suspendessem as operações de aeronaves Boeing 777 equipadas com motores Pratt & Whitney PW4000.

No domingo, a companhia aérea United Airlines também anunciou que suspenderá o uso de todos os seus aviões Boeing 777 que hoje estão em serviço utilizando o tipo de motor - um total de 24 aeronaves.  A medida é tomada após a agência reguladora Federal Aviation Administration (FAA) solicitar que inspeções fossem intensificadas para investigar o incidente.  

A companhia aérea anunciou no domingo que suspenderá o uso dos 24 aviões imediatamente "por precaução". A mudança é voluntária e temporária, disse a United, e deve afetar apenas "um pequeno número de clientes". 

O anúncio foi feito depois que a FAA emitiu uma ordem de emergência dizendo que intensificaria as inspeções dos aviões Boeing 777 equipados com determinados motores Pratt & Whitney PW4000.

"Revisamos todos os dados de segurança disponíveis após o incidente de sá´bado", disse o administrador da FAA Steve Dickson, referindo-se ao voo da United Airlines que foi forçado a retornar ao Aeroporto Internacional de Denver no sábado depois de sofrer uma falha de motor logo após a decolagem, causando a queda de destroços em Denver.

“Com base nas informações iniciais, concluímos que o intervalo de inspeção deve ser aumentado para as pás ocas do ventilador que são exclusivas deste modelo de motor, usado exclusivamente em aviões Boeing 777”, disse Dickson.

O National Transportation Safety Board anunciou no domingo que uma análise inicial do motor Pratt & Whitney PW4077 do voo 328 da United Airlines mostrou que duas pás do ventilador foram danificadas e as pás restantes exibiram danos "nas pontas e arestas de ataque".

Essas são conclusões preliminares e não devem ser consideradas conclusivas sobre o que deu errado no sábado, mas ainda são significativas.

Os investigadores acreditam que uma pá do ventilador no motor do Boeing 777, que sofreu uma falha catastrófica do motor no sábado, saiu e tirou outra pá, disse uma fonte familiarizada com a situação à CNN.
 

* Com informações de Pete Muntean e Alaa Elassar, da CNN;  e Jamie Freed e David Shepardson, da Reuters

Postar um comentário

0 Comentários