Sindicatos pedem bares e restaurantes até às 23 horas

 


Uma carta aberta assinada por 11 entidades que representam setores produtivos em Feira de Santana manifestou apoio a proposta do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Feira de Santana (SINDFeira) para flexibilizar o horário de funcionamento de bares e restaurantes na cidade, que estão funcionando até as 21 horas, por determinação de decreto municipal.


Além do horário de funcionamento, o limite de pessoas por meda e outras medidas sanitárias foram apontadas pelos classistas. “Após a paralisação total das atividades do setor, foi liberado seu funcionamento no dia 04/08/2020 e o segundo pico da doença só ocorreu no dia 10/12/20, quatro meses após a volta das atividades, demonstrando que o setor não é o responsável direto pelo aumento do número de infectados.”, diz a carta. Os empresários pedem que bares e restaurantes fiquem abertos até às 23 horas.


Carta Aberta


Entidades dos setores produtivos apoiam SindFeira sobre fechamento de bares e restaurantes


Feira de Santana, 14 de janeiro de 2021


As entidades representativas dos setores produtivos de Feira de Santana, em apoio ao Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Feira de Santana – SindFeira de Santana, que representa todo o setor produtivo dos restaurantes e bares de nossa cidade, colocam pontos para reflexão, ao tempo que solicita ao Poder Público Municipal reconsideração sobre o último decreto de nº 11.987 de 11 de janeiro de 2021.


Tendo em vista o cenário pandêmico ocasionado pela COVID -19 e seus reflexos nos setores econômico e social, este decreto determina o fechamento dos estabelecimentos às 21h e limita o número de pessoas a quatro por mesa, entre outras medidas sanitárias.


Após a paralisação total das atividades do setor, foi liberado seu funcionamento no dia 04/08/2020 e o segundo pico da doença só ocorreu no dia 10/12/20, quatro meses após a volta das atividades, demonstrando que o setor não é o responsável direto pelo aumento do número de infectados.


A restrição de funcionamento do setor após as 21h inviabiliza esses estabelecimentos, pois como trata-se de preparo de refeições (jantar ou petiscos), os últimos pedidos para a cozinha devem ser feitos até no máximo às 20h, para que dê tempo ao preparo da refeição, entrega na mesa, consumo pelo cliente e efetivo fechamento da conta, ou seja, os ÚLTIMOS clientes da noite têm que fazerem seus pedidos até às 20h.


Muitos estabelecimentos estão optando por fecharem à noite, pois os custos superam as possíveis receitas. Após cinco meses completamente fechados e agora com a restrição do horário de funcionamento, o setor que emprega milhares de pessoas, encontra-se profundamente ameaçado, já inclusive gerando novas demissões.


Desta forma, solicitamos ao Poder Público Municipal, que vem atuando com a responsabilidade que lhe cabe no controle da pandemia, que possa reconsiderar dois pontos importantes no atual decreto, fazendo de imediato as seguintes alterações:


1. Ampliar o horário de funcionamento até as 23h.


2. Aumentar do número de pessoas por mesa para seis, tendo em vista que famílias têm desistido de ir ao restaurante pela limitação de apenas quatro pessoas.


O SindFeira de Santana sempre esteve (e estará) junto à PMFS, seja participando de Conselhos importantes à administração pública ou opinando nas decisões importantes para os rumos de nossa cidade.


Acreditamos que estas duas flexibilizações não trarão maior impacto no combate ao Coronavírus e pode salvar importante setor, gerador de empregos, renda e impostos para o município. Acreditamos na capacidade de análise do Governo Municipal e aguardamos posição urgente sobre nosso pedido.


Atenciosamente,


Marcelo Alexandrino Souza
ACEFS - Associação Comercial e empresarial de Feira de Santana


Augusto Fábio Soares
CIFS – Centro das Indústrias de Feira de Santana


Marcos Regis

SIMAGRAN – Sindicato da Indústria de Mármores e Granitos e Similares da Bahia


Luis Mercês
CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana


José Carlos Morais Lima
SICOMFS – Sindicato do Comércio de Feira de Santana


Getúlio Andrade
SINDFeira de Santana – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Feira de Santana


João Baptista Ferreira
SIPACEB – Sindicato da Indústria de panificação e Confeitaria do Estado da Bahia


Edison Virgílio Nogueira Correia
SINDVEST – Sindicato de das Indústrias de Vestuário de Feira de Santana


Luis Fernando Kunrath
SIMMEFS – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos de Feira de Santana


Luís Neto
SINDPLASF – Sindicato das Indústrias de Artefatos de Plástico


Antonio Sobrinho
SINDTTURHFS - SINDICATO DOS TRABAHADORES EM TURISMO E HOSPITALIDADE DE FEIRA DE SANTANA

Postar um comentário

0 Comentários