Indústrias doam cinco respiradores para tratamento da covid-19 em Feira de Santana

 


O Centro das Indústrias de Feira de Santana (Cifs), em parceria com o Senai Cimatec, realizou, na tarde desta quinta-feira (7), na sede da entidade, a doação de cinco respiradores VIDA para a prefeitura de Feira de Santana.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

Os equipamentos serão utilizados durante o tratamento da Covid-19 em pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de hospitais do município.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Em entrevista ao Acorda Cidade, o presidente do Cifs, Augusto Fábio Soares, informou que os respiradores foram desenvolvidos com tecnologia da Nasa e tiveram que ser adaptados às normas brasileiras.

“O Senai-Cimatec da Bahia fez o trabalho de desenvolvimento de adaptação dessa tecnologia e a empresa paulista Russer, que é de tecnologia, produziu esses respiradores, que são de última geração e serão entregues à comunidade feirense através das unidades de saúde do município.”

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Augusto Fábio destacou que desde o início da pandemia as indústrias de Feira de Santana têm trabalhado fortemente na doação de equipamentos e materiais para o combate da pandemia. “Até o momento, nós já doamos três túneis de desinfecção, que foram doados para o Hospital da Mulher, Hospital de Campanha e Hospital Dom Pedro; doamos 25 bolhas de contenção, que auxiliam no tratamento da Covid e na redução do uso de respiradores e confeccionamos moldes para injeção de plástico e fabricação de EPIs, as chamadas face Shields. O setor industrial tem contribuído sempre que é necessário na área de saúde, na área de segurança.”

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Conforme o prefeito Colbert Martins, que participou do ato de entrega dos respiradores, os equipamentos não servirão apenas para o tratamento da Covid, mas pra todas as unidades hospitalares do município, como o Hospital de Mulher, e os que, segundo ele, serão implantados durante a sua gestão.

“Em Feira temos bons equipamentos, mas esses trazem a experiência dos voos feitos pela Nasa fora da atmosfera, que não tem oxigênio, e essas tecnologias são testadas por astronautas que viveram até um ano fora da Terra. Portanto, são equipamentos muito úteis e muito importantes”, explicou Colbert Martins, que também é médico infectologista.

O prefeito disse, porém, que nesse momento, os respiradores vão direto para o Hospital de Campanha e os profissionais serão treinados para utilizar.

“Cada equipamento desse tem uma especificidade, e eu quero combinar com o Cimatec para fazer o treinamento já na próxima semana, para que possam ser utilizados. Eles captam o oxigênio do ar e infundem dentro dos pulmões através de uma cânula, que é colocada dentro da traqueia e ele dá a pressão necessária para fazer o pulmão expandir, fazer as trocas gasosas e ao mesmo tempo retirar o gás carbônico. A pessoa respira e ele diminui a pressão. Quando a pessoa não respira ele não aumenta a pressão”, detalhou.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários