Feira de Santana receberá 160 mil doses da vacina contra a Covid-19

 


Feira de Santana está pronta para iniciar a vacinação contra a covid-19 na semana que vem. A informação foi confirmada pelo Prefeito Colbert Martins Filho ao repórter Paulo José do Acorda Cidade, durante entrevista ao vivo no programa Jornal das Duas, na Rádio Sociedade News, nesta quinta-feira (14).

Segundo Colbert, serão 160 mil doses inicialmente, que serão aplicadas nesta primeira etapa em cerca de 6 mil pessoas entre profissionais de saúde e idosos. As equipes e postos de saúde já estão preparados para a campanha de vacinação. Posteriormente haverá também a vacina produzida pelo Instituto Butantan.

Ele não deu data exata da campanha. A previsão é que inicie no dia 20 nas capitais e, em seguida, nas demais cidades. “Se chegar no mesmo dia ou no dia seguinte, estamos prontos”, declarou.

Colbert disse ainda que as doses serão da vacina AstraZeneca/Oxford que foi adquirida pelo Ministério da Saúde junto ao laboratório indiano Serum, para garantir o início da vacinação dos brasileiros de forma simultânea e gratuita.

De acordo com o Ministério da Saúde, a data de retorno do avião ao Brasil, com a carga de vacinas estimada em 15 toneladas, ainda está sendo avaliada de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo Governo Federal em parceria com a Azul.

A decolagem do avião da companha hoje em direção à Índia para buscar 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 só sairá de solo brasileiro nesta sexta-feira (15) à noite.

Em nota, a pasta disse que “o voo foi reprogramado em algumas horas devido a questões logísticas internacionais. Com a reprogramação, a aeronave deve decolar de Viracopos em direção a Recife ainda na tarde desta quinta-feira, mas a partida para Mumbai, na Índia foi adiada para amanhã, às 23h”.

A Azul também comentou a mudança por meio de nota: "a aeronave decola de Campinas nesta tarde e deve chegar à capital pernambucana à noite, pernoitando no aeroporto dos Guararapes.”

A volta da aeronave ao Brasil estava marcada para o sábado (16), pelo Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Mas, com a alteração no voo, ainda não há informações sobre a data e hora do retorno da aeronave.

Ao chegar ao país, a vacina ainda precisa aguardar o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que as doses comecem a ser aplicadas. A agência se reúne no domingo (17) para analisar o pedido de uso emergencial apresentado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), parceira da AstraZeneca e da Universidade de Oxford no Brasil.

De acordo com o Ministério, a vacina será distribuída aos estados em até cinco dias após o aval da Anvisa para, assim, dar início à imunização em todo o país, de forma simultânea e gratuita.

A pasta disse ainda que, além do apoio da Azul, conta também com a Associação Brasileira de Empresas Aéreas por meio das companhias Gol, Latam e Voepass, para a logística de transporte gratuito do imunizante.

A segurança no transporte das doses pelo Brasil será realizada pelas Forças Armadas, em ação conjunta com o Ministério da Defesa.

Aeronave

O avião que partirá em direção à Índia é um Airbus A330neo, maior aeronave da frota da companhia e estará equipado com contêineres específicos para garantir o controle de temperatura das doses que, de acordo com as recomendações do fabricante, é de menos de 80 graus Celsius (°C).

Ontem (13), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou as empresas aéreas a transportarem vacinas refrigeradas com gelo seco na cabine de passageiros dos aviões. O transporte só ocorrerá, entretanto, se não houver passageiros durante o voo.

Fonte: Acorda Cidade com informações da Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários