Combustíveis em Feira de Santana ficaram 2.75% mais caros em dezembro

 

Os preços médios de cada combustível no mês de dezembro foram R$ 4,47/l para a gasolina, R$ 3,50/l para o diesel, R$ 3,52/l para o etanol, R$ 2,972/m³ para o GNV e R$ 67,95 por botijão de 13 Kg de GLP

No mês de dezembro, o índice que mede o preço dos combustíveis em Feira de Santana sofreu um aumento de 2,75% em relação ao mês de novembro, influenciado diretamente pelo preço do etanol, que variou 4,05%. Os preços do diesel, do GLP, da gasolina e do GNV também apresentaram aumento, sendo eles de 3,61%, 3,42%, 2,64% e 0,24%, respectivamente. Os preços médios de cada combustível no mês de dezembro foram R$ 4,47/l para a gasolina, R$ 3,50/l para o diesel, R$ 3,52/l para o etanol, R$ 2,972/m³ para o GNV e R$ 67,95 por botijão de 13 Kg de GLP.


O levantamento é realizado pelo Programa Conhecendo a Economia Feirense do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (DCIS) da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Para o cálculo do índice de preços dos combustíveis em Feira de Santana, são considerados os preços médios agrupados da gasolina comum, do etanol, do GLP (gás de botijão), do óleo diesel e do GNV (gás automotivo). Os dados utilizados são levantados e disponibilizados mensalmente pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

 

 

Ainda segundo o levantamento, no acumulado para os últimos 12 meses revela que, em dezembro, o índice sofreu aumento de 0,29%, afetado pelo o aumento do preço do GLP (10,72%) e etanol (1,65%). Os preços do diesel, GNV e gasolina, diminuíram nestes últimos 12 meses, variando 4,42%, 3,19% e 1,86%. A baixa variação do índice agregado de preços no ano de 2020 é compatível com a forte diminuição de preços até o mês de maio, o que refletiu a fase mais crítica do isolamento social realizado para minimizar a propagação do novo coronavírus, e a posterior escalada de preços, que está associada com a normalização das atividades econômicas, o maior do fluxo de pessoas, os avanços da medicina e o preço do petróleo no mercado internacional.


Fonte: Jornalfolhadoestado.com

Postar um comentário

0 Comentários